BA: Seis quilombolas assassinados em Lençóis

Seis trabalhadores foram assassinados na noite de 06/08 no Território Quilombola de Iúna, no município de Lençóis (BA). Ao menos cinco homens invadiram duas residências do território, assassinando quatro pessoas em uma casa e duas na outra, no qual cada trabalhador foi executado com ao menos quatro disparos.

Conteúdo exclusivo para assinantes do jornal A Nova Democracia

Os quilombolas assassinados foram Adeilton Brito de Souza, Gildásio Bispo das Neves, Amauri Pereira Silva, Valdir Pereira Silva, Marcos Pereira Silva e Cosme Rosário da Conceição.

No dia 09/08, a PM prendeu quatro acusados pelo assassinato dos quilombolas. A Polícia Civil descartou a hipótese de que as mortes estão ligadas à luta pela terra e alegou que a principal linha de investigação dos assassinatos é uma disputa entre grupos de traficantes.

Apesar da polícia descartar a questão das terras como a causa para os assassinatos, em menos de um mês oito quilombolas foram assassinados no estado da Bahia, incluindo o assassinato da liderança quilombola Lindomar Fernandes Martins, de 35 anos, no Território Quilombola de Iúna, como denunciado por AND em seu Portal.

O Território Quilombola de Iúna – com o processo de regularização no Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) iniciado em 2010 – conta com cerca de 1.400 pessoas, que lutam contra o latifúndio e o velho Estado pelo sagrado direito à terra. Um consórcio de latifundiários da região busca expulsar os quilombolas do seu território, impedindo qualquer tentativa de regularização fundiária pelo Incra.

NÃO SAIA AINDA… O jornal A Nova Democracia, nos seus mais de 18 anos de existência, manteve sua independência inalterada, denunciando e desmascarando o governo reacionário de FHC, oportunista do PT e agora, mais do que nunca, fazendo-o em meio à instauração do governo militar de fato surgido do golpe militar em curso, que através de uma análise científica prevíamos desde 2017.

Em todo esse tempo lutamos e trouxemos às claras as entranhas e maquinações do velho Estado brasileiro e das suas classes dominantes lacaias do imperialismo, em particular a atuação vil do latifúndio em nosso país.

Nunca recebemos um centavo de bancos ou partidos eleitoreiros. Todo nosso financiamento sempre partiu do apoio de nossos leitores, colaboradores e entusiastas da imprensa popular e democrática. Nesse contexto em que as lutas populares tendem a tomar novas proporções é mais do que nunca necessário e decisivo o seu apoio.

Se você acredita na Revolução Brasileira, apoie a imprensa que a ela serve - Clique Aqui

LEIA TAMBÉM

Edição impressa

Endereços

Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Avenida Rio Branco 257, SL 1308 
Centro - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: (21) 2256-6303
E-mail: [email protected]

Comitê de apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro
Reuniões semanais de apoiadores
toda segunda-feira, às 18:45

Seja um apoiador você também:
https://www.catarse.me/apoieoand

Expediente

Diretor Geral 
Fausto Arruda (licenciado)
Victor Costa Bellizia (provisório)

Editor-chefe 
Victor Costa Bellizia

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas (In memoriam)
Fausto Arruda
José Maria Galhasi de Oliveira
José Ramos Tinhorão 
Henrique Júdice
Matheus Magioli Cossa
Paulo Amaral 
Rosana Bond

Redação
Ana Lúcia Nunes
João Alves
Paula Montenegro
Taís Souza
Rodrigo Duarte Baptista
Victor Benjamin

Ilustração
Paula Montenegro