Povo catalão pressiona pela independência

A portas fechadas, burguesia catalã  negocia com a Espanha

Um referendo sobre o desejo da população em declarar a independência da Catalunha – região submetida ao Estado espanhol – aflorou os ânimos na velha Europa. A consulta, convocada pelo governo autônomo da região da Catalunha e proibida pelo governo espanhol, foi realizada no dia 1º de outubro em toda aquela região.

O resultado foi o esperado: 90% dos votantes manifestou-se a favor da independência. A participação foi de 43% dos aptos a votar. O referendo realizou-se apesar da brutal repressão do governo da Espanha, que enviou policiais para esmagar o evento com violência, agredindo mulheres e jovens covardemente. Ao menos 800 pessoas ficaram feridas.

Com a repressão, uma onda de greves e protestos explodiram na região. No dia 02/10, uma greve geral mobilizou as massas e paralisou 80% de todos os serviços e empresas da região. Um dia depois, mais de 300 mil pessoas marcharam pelas ruas de Barcelona – capital da região – para condenar a repressão colonial do Estado espanhol.

Em defesa da independência, jovens ocuparam a Universidade de Barcelona. “Não queremos ser um país ocupado” e “Adeus Espanha” gritavam os jovens em catalão, segundo a imprensa local.

A Catalunha é uma região autônoma, assim como a Galícia, País Basco e outras. São povos dominados há séculos para a unificação do Estado espanhol e sempre lutaram pelo direito de autodeterminação.

NÃO SAIA AINDA… O jornal A Nova Democracia, nos seus mais de 18 anos de existência, manteve sua independência inalterada, denunciando e desmascarando o governo reacionário de FHC, oportunista do PT e agora, mais do que nunca, fazendo-o em meio à instauração do governo militar de fato surgido do golpe militar em curso, que através de uma análise científica prevíamos desde 2017.

Em todo esse tempo lutamos e trouxemos às claras as entranhas e maquinações do velho Estado brasileiro e das suas classes dominantes lacaias do imperialismo, em particular a atuação vil do latifúndio em nosso país.

Nunca recebemos um centavo de bancos ou partidos eleitoreiros. Todo nosso financiamento sempre partiu do apoio de nossos leitores, colaboradores e entusiastas da imprensa popular e democrática. Nesse contexto em que as lutas populares tendem a tomar novas proporções é mais do que nunca necessário e decisivo o seu apoio.

Se você acredita na Revolução Brasileira, apoie a imprensa que a ela serve - Clique Aqui

Edição impressa

Endereços

Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Avenida Rio Branco 257, SL 1308 
Centro - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: (21) 2256-6303
E-mail: [email protected]

Comitê de apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro
Reuniões semanais de apoiadores
toda segunda-feira, às 18:45

Seja um apoiador você também:
https://www.catarse.me/apoieoand

Expediente

Diretor Geral 
Fausto Arruda

Editor-chefe 
Victor Costa Bellizia

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas (In memoriam)
Fausto Arruda
José Maria Galhasi de Oliveira
José Ramos Tinhorão 
Henrique Júdice
Hugo RC Souza
Matheus Magioli Cossa
Montezuma Cruz
Paulo Amaral 
Rosana Bond

Redação 
Ana Lúcia Nunes
Rodrigo Duarte Baptista
Vinícios Oliveira

Ilustração
Taís Souza