Governo frouxo, terra de ninguém

A- A A+

Terra dos poderosos é assim, em Mato Grosso — aliás, hoje em todo o Brasil — onde reina a lei dos mais fortes, ou seja, desgoverno, sem justiça para defender o povo. O latifundiário Ideberto Martins, daquele estado, sabendo que o governo é frouxo, ainda mandou um bilhete para o governador Rogério Sales, informando o dia e a hora em que ele vai massacrar várias famílias descendentes do quilombo "Mata Cavalo", que estão em uma área no município de Nossa Senhora do Livramento.

Uma cópia do mesmo comunicado foi encaminhada ao Comando da Polícia Militar de Mato Grosso, e o pecuarista ainda acrescenta que "os danos" nos remanescentes de escravos "serão de responsabilidade do governo". Em qualquer lugar do Brasil, notadamente nas regiões rurais, o povo pobre não tem segurança. Impera a força bruta dos latifundiários que usam inclusive policiais militares e jagunços para reprimir. 

Advogado Criminoso

O advogado do latifundiário, Jatabairu Francisco Nunes, diz sem temor que vai "pegar os peões da fazenda para tirar os ocupantes na marra". "Vai ser perigoso, alguém pode se machucar", ameaça ele, garantindo que a ação será no próximo dia 31. Jatabairu diz que pessoalmente já derrubou várias casas dos trabalhadores, e afirma que o prazo será cumprido.

A comunidade de Mata Cavalo é composta por 150 famílias. O local foi reconhecido como remanescente de quilombos pela Fundação Palmares, do Ministério da Cultura. A Coordenação do Quilombo informou que a desapropriação da área depende de autorização da Presidência da República.

LEIA TAMBÉM

Edição impressa

Endereços

Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Rua Gal. Almério de Moura 302/4º andar
São Cristóvão - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: (21) 2256-6303
E-mail: [email protected]

Comitê de apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro
Reuniões semanais de apoiadores
toda segunda-feira, às 18:45

Seja um apoiador você também!

Expediente

Diretor Geral 
Fausto Arruda

Editor-chefe 
Matheus Magioli Cossa

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas (In memoriam)
Fausto Arruda
José Maria Galhasi de Oliveira
José Ramos Tinhorão 
José Ricardo Prieto
Henrique Júdice
Hugo RC Souza
Matheus Magioli Cossa
Montezuma Cruz
Paulo Amaral 
Rosana Bond

Redação 
Matheus Magioli Cossa
Ana Lúcia Nunes
Matheus Magioli
Rodrigo Duarte Baptista
Vinícios Oliveira