Opiniões - 2

A- A A+

O avanço da direita na Europa

Sr. Editor

"Inicialmente desejamos saudar o surgimento desse Jornal que vem preencher importante lacuna nos meios de comunicação de massa em nosso país. Faltava-nos um periódico, de alto nível, que divulgasse e analisasse temas fundamentais, como faz A Nova Democracia. Dentro dessa ordem de idéia é que sugerimos a discussão de outro assunto de inegável relevo: o atual avanço da direita no continente europeu. O primeiro sinal foi na Áustria. Joerg Haider, da extrema direita, obteve sucesso. Depois Silvio Berlusconi, na Itália; Carl Hagen, na Noruega; Dansk Fórkeparti, na Dinamarca. Em seguida, Portugal, França e Holanda. Em setembro, na Alemanha, o social democrata Gerhard Schóeder pena para vencer o democrata cristão Edmund Soiber. De todos esses entreveros, o que causou mais celeumas e debates, em termos mundiais, foi o pleito francês. Tradicionalmente, passavam para o segundo turno o candidato do conservadorismo ou da direita e o da esquerda. Em abril passado, além do direitista Jacques Chirac, o ultra direitista Le Pen. Lionel Jospion, que como primeiro ministro socialista, administrou com eficiência, não obteve sucesso. Foi um fato inusitado para os últimos tempos. Esse resultado, obrigou os socialistas, os esquerdistas, de modo geral, a votarem em Chirac, com o fim de evitarem o mal maior, que era o candidato da extrema-direita. Os grupos mais radicais, diante das denúncias de corrupção de Chirac, gritavam Na ruas de Paris: "vote no ladrão, não no fascista". E só com bastante debate e estudos é que conseguiremos apreender as suas causas, com objetivo de se formular caminhos inteligentes e racionais, para darmos respostas práticas e humanas às novas reivindicações da população. E o A Nova Democracia chegou na hora oportuna para participar dessa cruzada em proveito de todos, principalmente, dos humildes e excluídos".

Prof. Manoel Aguiar de Arruda
Fortaleza-Ceará

Cuidadinho, gente!

É risível, mas não deixa de ser ridículo. Ciro Gomes, o "beija-mão" de Antônio Carlos Magalhães. O ACM, aquele senador baiano, que, por deslizes e fraudes no "Painel Eletrônico" do Senado, para não ser cassado, teve que renunciar ao Congresso Nacional. Todo mundo viu na imprensa o presidenciável Ciro Gomes a beijar a mãozinha boba de ACM. Um gesto de capacho. Como gesto de cobra, rastejante. Subserviente.

Fosse mão de uma carmelita, ou a mão de uma mulher qualquer, ainda que prostituta... Mas beijar a mão imunda de ACM, um velho corrupto das "forças do atraso", expressão de Ciro, quando, no Ceará, era todo anti-PFL, todo anti-PMDB, todo anti-PPB, todo transparência, ao lado do seu guru, o neoliberal e fernandocardosista Tasso Jereissati?!

Uma vez, num dos seus freqüentes destemperos verbais – na língua dele brasileiro era "otário", médico e professores eram "picaretas" – Ciro disse que "ACM é mais sujo do que pau de galinheiro". Agora, à caça de votos, vira um "beija-mão" da parta putrefacta, bem nos moldes do procedimento de Judas Escariotes.

Quanto disfarce, quão contraditório é um político fanfarrão, verboso e cheio de sofisma! Eu nunca me enganei: Ciro é um carreirista, hábil conhecedor dos disfarces da personagem machadiana "Capitu". Enfim, um collorido pelo avesso e dissimulado.

E, para lembrança dos incautos, ou para os que não o conhecem bem, DITADOR. Aos tempos de governador do Ceará, para amparar "catitas sindicais", que liam pela sua cartilha, fechou o sindicato dos professores. Belíssimo democrata, o cearense de Pindamonhangaba, SP.

Sendo notoriamente cria de direita, como ex-militante da "Juventude da Arena"(facção da extrema-direita, na época dos "anos de chumbo"), vejam agora onde ele foi se amoitar, em pretensas siglas de esquerda (?).

Prof. João Gomes da Silveira
Ceará

Qual a saída?

"À primeira vista gostei do jornal, mas ficou faltando dizer qual a saída para classe trabalhadora. Vou logo colocando a minha opinião, o mundo tem que ser socialista, e vocês o que pensam? Outra coisa, qual a linha ou corrente política que fala pelo jornal?. Eu sou do PSTU/AL, e vocês são de algum partido? Eu estou utilizando este espaço do Sindipetro/AL, meu nome é Nivaldo Mota".

Nivaldo Mota
Alagoas


Sindicalismo amarelo

"Gostei imenso, amigos! Por favor, se puderem, peçam a seus amigos e companheiros que nos enviem notícias sindicais. Eu sou um dos correspondentes do www.labourstart.org Boa parte do material em espanhol e português do portal sou eu quem insiro. Inclusive a nota em que vocês falam de sindicalismo amarelo no www.sintrasef.org Vindo a Salvador, avisem!

Marko Ajdaric
Salvador-BA


Saúde bucal: tratamento ou ação preventiva

Em se tratando de saúde bucal, o Brasil lastimavelmente não é campeão e nem tampouco o país dos sorridentes, mas na prática deveria ser, e por que não é? Com tristeza vejo reportagens enaltecerem que, no exterior, somos o país do carnaval, campeões mundiais de futebol, mas que preferiria relatar aos senhores que se tem aqui no Brasil uma saúde que funciona. Porém, o que vemos é que a maior parcela da população sofre uma sistemática mutilação dentária onde nenhum cirurgião-dentista espera isso, ou como se nada pudéssemos fazer a respeito, porém alguma coisa tem que ser feita.

Nos próximos meses, serão as pseudo-eleições, candidatos mil que chegam em pequenas cidades do interior e fazem distribuição de centenas de próteses bucais, onde isso constitui um absurdo que na verdade o responsável é o governo, e, além do mais, próteses não é como uma roupa, e o que é pior do que isso é a mutilação a que já me referi, que alguns profissionais irresponsáveis promovem na boca da população, fazendo extrações muitas vezes desnecessárias e que podem levar a problema de oclusão, pôr exemplo. Porém estas mutilações são feitas pôr causa da desinformação da população que acredita que ter um dente que está doendo extraído é a melhor coisa a fazer. Isto tem que mudar no Brasil. As pessoas devem ter acesso não somente ao atendimento odontológico, mas principalmente direito à educação e ao trabalho.

Alexandre Sales – Odontólogo
Fortaleza-Ce


Crime Organizado

"Achei excelente todo o conteúdo do jornal. Uma sugestão é intensificar matérias a respeito da ALCA, com abordagens sobre o que aconteceu realmente no México, a partir do Nafta. Outra sugestão, para a qual até me proponho, vez que sou jornalista, é uma matéria sobre a investigação do crime organizado no Espírito Santo (onde moro), BEM COMO A NOVELA protagonizada pôr FHC e Brindeiro e o desenrolar da história".

Edilson Lenk
Espírito Santo

A justiça é uma virtude social

"A Justiça é uma virtude social que forçosamente arrasta consigo todas as outras"
(Aristóteles 388AC)

O Brasil com um poder legislativo débil e corrupto, produziu pôr si só um poder judiciário, débil, corrupto e esclerosado, pois ambos os poderes de tanta pusilamidade acabaram virando meros homologadores do poder executivo. Bastando notar que o maior violador das leis é o próprio Estado, 70% das ações que abarrotam o poder judiciário são do Estado em todos os níveis, municipal, estadual autárquicos e federal, pois investem no direito do cidadão de forma arbitrária para que este nunca veja seus direitos pleiteados, materializados de fato.

E para aumentar ainda a angústia do cidadão, o Governo só pagará seus precatórios em 10 anos, o que é um verdadeiro absurdo, pois com isso criou-se de vez a figura do Estado Absolutista, a negação total do Estado de Direito. E no Brasil, vivemos um estado totalmente totalitário, travestido de democrático.

Brasileiros, estamos vivendo um estado degenerado e em fase de colapso total, portanto, nada de fazer enquete só sobre a Justiça do Trabalho, mas do todo, e o todo está degenerado. O estado brasileiro é o maior fomentador da violência que impera no país e não vejo na verdade uma luz no fim do túnel que se possa contemplar com otimismo, inobstante os novos governantes que se apresentam.

Antônio Carlos Aires de Almeida Braz
Advogado – Rio de Janeiro

Edição impressa

Endereços

Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Rua Gal. Almério de Moura 302/4º andar
São Cristóvão - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: (21) 2256-6303
E-mail: [email protected]

Comitê de apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro
Reuniões semanais de apoiadores
toda segunda-feira, às 18:45

Seja um apoiador você também!

Expediente

Diretor Geral 
Fausto Arruda

Editor-chefe 
Mário Lúcio de Paula
Jornalista Profissional
14332/MG

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas (In memoriam)
Fausto Arruda
José Maria Galhasi de Oliveira
José Ramos Tinhorão 
José Ricardo Prieto
Henrique Júdice
Hugo RC Souza
Mário Lúcio de Paula
Matheus Magioli
Montezuma Cruz
Paulo Amaral 
Rosana Bond

Redação 
Mário Lúcio de Paula
Ana Lúcia Nunes
Matheus Magioli
Rodrigo Duarte Baptista
Vinícios Oliveira