PA: Dirigente denuncia tentativa de assassinato

Durante o Encontro camponês [ver páginas 7 e 8], o dirigente da LCP do Sul do Pará e Tocantins que foi atacado por pistoleiros no dia 23/10, em Xinguara, concedeu uma entrevista ao AND, na qual falou sobre a emboscada sofrida e a luta pela terra na região.

O dirigente nos contou que, nos últimos meses, pistoleiros a serviço de latifundiários locais dispararam contra acampamentos e de que policiais detiveram camponeses levando-os para delegacia dentro de viaturas junto com pistoleiros.

— Fatos como esse não é de agora que vem acontecendo. Os camponeses que iam apanhar água, lavar roupa, coletar castanhas etc. já estavam sendo ameaçados e intimidados pelos pistoleiros. A gente já denunciou a pistolagem na região, principalmente na região da fazenda Surubim, na Área Revolucionária Osmir Venuto, no município de Xinguara. Tem quatro anos que a gente está ali [na Área Revolucionária Osmir Venuto] lutando pela terra na região e a perseguição de pistoleiros cada vez maior, tentando impedir a luta camponesa - explica o dirigente.

No dia 23/10, quando foi atacado em Xinguara o dirigente camponês trabalhava na organização das massas camponesas e no Encontro em Pau D’Arco. Ele nos falou sobre o ataque que, denunciou, foi uma emboscada planejada por latifundiários da região.

— Os pistoleiros atiraram contra companheiros e companheiras que estavam no rio. Eu fui ajudá-los. Um pistoleiro ficou cerca de 50 metros de distância de mim, efetuou os três primeiros tiros, o quarto que me acertou e eu caí - explica o dirigente, que ao todo foi alvejado sete vezes, sendo encaminhado para o Hospital Municipal de Eldorado dos Carajás e depois transferido para um hospital em Marabá.

NÃO SAIA AINDA… O jornal A Nova Democracia, nos seus mais de 18 anos de existência, manteve sua independência inalterada, denunciando e desmascarando o governo reacionário de FHC, oportunista do PT e agora, mais do que nunca, fazendo-o em meio à instauração do governo militar de fato surgido do golpe militar em curso, que através de uma análise científica prevíamos desde 2017.

Em todo esse tempo lutamos e trouxemos às claras as entranhas e maquinações do velho Estado brasileiro e das suas classes dominantes lacaias do imperialismo, em particular a atuação vil do latifúndio em nosso país.

Nunca recebemos um centavo de bancos ou partidos eleitoreiros. Todo nosso financiamento sempre partiu do apoio de nossos leitores, colaboradores e entusiastas da imprensa popular e democrática. Nesse contexto em que as lutas populares tendem a tomar novas proporções é mais do que nunca necessário e decisivo o seu apoio.

Se você acredita na Revolução Brasileira, apoie a imprensa que a ela serve - Clique Aqui

LEIA TAMBÉM

Edição impressa

Endereços

Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Avenida Rio Branco 257, SL 1308 
Centro - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: (21) 2256-6303
E-mail: [email protected]

Comitê de Apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro
Reuniões semanais de apoiadores
todo sábado, às 9h30

Seja um apoiador você também:
https://www.catarse.me/apoieoand

Expediente

Diretor Geral 
Fausto Arruda (licenciado)
Victor Costa Bellizia (provisório)

Editor-chefe 
Victor Costa Bellizia

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas (In memoriam)
Fausto Arruda
José Maria Galhasi de Oliveira
José Ramos Tinhorão 
Henrique Júdice
Matheus Magioli Cossa
Paulo Amaral 
Rosana Bond

Redação
Ana Lúcia Nunes
João Alves
Taís Souza
Gabriel Artur
Giovanna Maria
Victor Benjamin

Ilustração
Victor Benjamin