Mapuches são barbaramente atacados

Policiais atacaram e invadiram sem ordem judicial a comunidade mapuche Yijun Mapu, no dia 09/11, na zona de Pidenco, comuna de Ercilla. Fortemente armados e mascarados, os policiais violentaram covardemente os mapuches que realizavam trabalho comunitário.

Conteúdo exclusivo para assinantes do jornal A Nova Democracia

Em entrevista, um dos mapuches relata que o aparato repressivo chegou com aviões e helicópteros disparando bombas de gás lacrimogêneo contra a população que estava no local. Além disso, alguns outros agentes da repressão chegavam em caminhonetes encapuzados e apontando suas armas contra a população. Apesar disso, os mapuches demonstraram coragem e resistiram no local, no intuito de defender seu sagrado direito à terra e à vida.

O povo Mapuche vive em condições precárias, mas se apoiando no coletivo buscam os recursos mais básicos para a sua sobrevivência, como luz e água. Em contrapartida, o velho Estado tem como política o fustigamento dos mapuches, no interesse de entregar a região originalmente pertencente a este povo ao latifúndio e às transnacionais madeireiras.

“Eles chegam e entram sem nenhum mandato, apontando e disparando, nos amedrontam e nos acusam de ‘terroristas’, sendo que, ao fazer isso com o povo eles são os verdadeiros terroristas.”, afirma um dos mapuches.

Os mapuches repudiam o trabalho do governo junto com a polícia e fazem um chamado à população apoiar sua luta pelo direito à terra e também denunciam as prisões políticas.

NÃO SAIA AINDA… O jornal A Nova Democracia, nos seus mais de 18 anos de existência, manteve sua independência inalterada, denunciando e desmascarando o governo reacionário de FHC, oportunista do PT e agora, mais do que nunca, fazendo-o em meio à instauração do governo militar de fato surgido do golpe militar em curso, que através de uma análise científica prevíamos desde 2017.

Em todo esse tempo lutamos e trouxemos às claras as entranhas e maquinações do velho Estado brasileiro e das suas classes dominantes lacaias do imperialismo, em particular a atuação vil do latifúndio em nosso país.

Nunca recebemos um centavo de bancos ou partidos eleitoreiros. Todo nosso financiamento sempre partiu do apoio de nossos leitores, colaboradores e entusiastas da imprensa popular e democrática. Nesse contexto em que as lutas populares tendem a tomar novas proporções é mais do que nunca necessário e decisivo o seu apoio.

Se você acredita na Revolução Brasileira, apoie a imprensa que a ela serve - Clique Aqui

Edição impressa

Endereços

Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Avenida Rio Branco 257, SL 1308 
Centro - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: (21) 2256-6303
E-mail: [email protected]

Comitê de apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro
Reuniões semanais de apoiadores
toda segunda-feira, às 18:45

Seja um apoiador você também:
https://www.catarse.me/apoieoand

Expediente

Diretor Geral 
Fausto Arruda (licenciado)
Victor Costa Bellizia (provisório)

Editor-chefe 
Victor Costa Bellizia

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas (In memoriam)
Fausto Arruda
José Maria Galhasi de Oliveira
José Ramos Tinhorão 
Henrique Júdice
Matheus Magioli Cossa
Paulo Amaral 
Rosana Bond

Redação
Ana Lúcia Nunes
João Alves
Paula Montenegro
Taís Souza
Rodrigo Duarte Baptista
Victor Benjamin

Ilustração
Paula Montenegro