´Estudantes celebram 100 anos da Revolução Russa

Estudantes da Colômbia e do Chile realizaram ações como parte da celebração aos 100 anos da Grande Revolução Socialista de Outubro.

Colômbia: estudantes revolucionários realizam pichações em celebração ao centenário da Revolução Bolchevique
Colômbia: estudantes revolucionários realizam pichações em celebração ao centenário da Revolução Bolchevique

Na Colômbia, estudantes picharam os muros da Universidade de Antioquia, localizada em Medellín, no dia 31 de outubro. Tomando em conta os legados da Revolução Bolchevique, os alunos combativos da universidade criticam a academia e sua reprodução intelectual burguesa, que promove discursos falsos a respeito da grande realização proletária de 1917 na Rússia.

Segundo os estudantes, as mentiras buscam ocultar as conquistas da revolução socialista, como a solução de problemas do desemprego e analfabetismo, da fome e pobreza, provocando o aumento da produtividade da indústria e da agricultura, além de proporcionar ampla democracia para o povo. Eles apontam que tais mentiras são disseminadas pelo imperialismo e seus intelectuais adestrados e pelo oportunismo.

Os estudantes da universidade ressaltam a importância de analisar as vitórias da Grande Revolução Socialista de Outubro e tomar os seus ensinamentos como uma necessidade a ser atendida por todos os países, para a construção de um mundo novo.

Como demonstração de internacionalismo proletário, vários dos ativistas vestiam bonés da Liga dos Camponeses Pobres (LCP) do Brasil.

Colômbia: estudantes revolucionários realizam pichações em celebração ao centenário da Revolução Bolchevique
Colômbia: estudantes revolucionários realizam pichações em celebração ao centenário da Revolução Bolchevique

No Chile, a Frente de Estudantes Revolucionária e Popular (FERP) emitiu pronunciamento no qual ressalta importantes aspectos da Revolução Bolchevique. Afirmam que esse marco histórico representa o início de uma nova era, a da Revolução Proletária Mundial, na qual é proposto um mundo novo, sem ricos e nem pobres, não havendo nenhuma concessão com a exploração capitalista do homem pelo homem.

Os estudantes relatam ainda que assumir hoje o legado da Revolução Bolchevique significa agarrar cabalmente a ideologia do proletariado, o marxismo-leninismo-maoismo, constituir e reconstituir partidos comunistas e, mobilizando e organizando as massas, fazer a revolução. Apontam que este é o único caminho que possibilita a libertação dos povos, sobretudo das semicolônias do imperialismo.

Conteúdo exclusivo para assinantes do jornal A Nova Democracia

NÃO SAIA AINDA… O jornal A Nova Democracia, nos seus mais de 18 anos de existência, manteve sua independência inalterada, denunciando e desmascarando o governo reacionário de FHC, oportunista do PT e agora, mais do que nunca, fazendo-o em meio à instauração do governo militar de fato surgido do golpe militar em curso, que através de uma análise científica prevíamos desde 2017.

Em todo esse tempo lutamos e trouxemos às claras as entranhas e maquinações do velho Estado brasileiro e das suas classes dominantes lacaias do imperialismo, em particular a atuação vil do latifúndio em nosso país.

Nunca recebemos um centavo de bancos ou partidos eleitoreiros. Todo nosso financiamento sempre partiu do apoio de nossos leitores, colaboradores e entusiastas da imprensa popular e democrática. Nesse contexto em que as lutas populares tendem a tomar novas proporções é mais do que nunca necessário e decisivo o seu apoio.

Se você acredita na Revolução Brasileira, apoie a imprensa que a ela serve - Clique Aqui

Edição impressa

Endereços

Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Avenida Rio Branco 257, SL 1308 
Centro - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: (21) 2256-6303
E-mail: [email protected]

Comitê de Apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro

E-mail: [email protected]om
Reuniões semanais de apoiadores
todo sábado, às 9h30

Seja um apoiador você também:
https://www.catarse.me/apoieoand

Expediente

Diretor Geral 
Fausto Arruda (licenciado)
Victor Costa Bellizia (provisório)

Editor-chefe 
Victor Costa Bellizia

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas (In memoriam)
Fausto Arruda
José Maria Galhasi de Oliveira
José Ramos Tinhorão (In memoriam)
Henrique Júdice
Matheus Magioli Cossa
Paulo Amaral 
Rosana Bond

Redação
Ana Lúcia Nunes
João Alves
Taís Souza
Gabriel Artur
Giovanna Maria
Victor Benjamin

Ilustração
Victor Benjamin