MG: ‘A fazenda Vera Cruz é nossa’, afirmam camponeses

Os camponeses do Acampamento Nova Cachoeirinha foram despejados pela Polícia Militar após brava resistência da fazenda Vera Cruz, em Verdelândia, no Norte de Minas Gerais, no dia 21 de novembro. As famílias se deslocaram para uma área vizinha ao acampamento cedida por um apoiador da luta camponesa.

“Reafirmamos mais uma vez: todas as terras roubadas dos posseiros de Cachoeirinha serão tomadas de volta! A fazenda Vera Cruz é nossa! A luta continua e para a justiça do povo sempre é tempo, porque como diz o ditado: o risco que corre o pau, corre o machado!”, bradaram os camponeses em nota do Comitê de Defesa da Revolução Agrária (CDRA) - Nova Cachoeirinha.

O Acampamento Nova Cachoeirinha amanheceu sitiado por mais de 200 policiais militares. A PM da gerência estadual de Fernando Pimentel/PT lançou bombas de efeito moral contra o acampamento, onde as famílias resistiram à reintegração de posse. Os policiais também lançaram bombas contra a comunidade Vitória, área vizinha à Nova Cachoeirinha, que prestava solidariedade a esta. Um camponês teve um infarto e teve que ser retirado pelos seus companheiros. As roças dos camponeses foram criminosamente destruídas.

“Resistimos à uma força desproporcional e por isso saímos, mas saímos com a cabeça erguida, porque sabemos que tanto a justiça quanto as polícias e os órgãos deste velho Estado brasileiro que haviam feito um acordo conosco, não servem ao povo e sim aos ricos e poderosos, aos latifundiários, empresários e banqueiros”, denunciaram os camponeses na nota do CDRA - Nova Cachoeirinha.

Mais de 60 famílias do acampamento, organizadas pela LCP do Norte de Minas e Sul da Bahia, ocupavam e resistiam no latifúndio Vera Cruz desde o dia 02/08 deste ano, onde já plantavam abóbora, feijão e milho em terras antes abandonadas pelo latifúndio.

NÃO SAIA AINDA… O jornal A Nova Democracia, nos seus mais de 18 anos de existência, manteve sua independência inalterada, denunciando e desmascarando o governo reacionário de FHC, oportunista do PT e agora, mais do que nunca, fazendo-o em meio à instauração do governo militar de fato surgido do golpe militar em curso, que através de uma análise científica prevíamos desde 2017.

Em todo esse tempo lutamos e trouxemos às claras as entranhas e maquinações do velho Estado brasileiro e das suas classes dominantes lacaias do imperialismo, em particular a atuação vil do latifúndio em nosso país.

Nunca recebemos um centavo de bancos ou partidos eleitoreiros. Todo nosso financiamento sempre partiu do apoio de nossos leitores, colaboradores e entusiastas da imprensa popular e democrática. Nesse contexto em que as lutas populares tendem a tomar novas proporções é mais do que nunca necessário e decisivo o seu apoio.

Se você acredita na Revolução Brasileira, apoie a imprensa que a ela serve - Clique Aqui

LEIA TAMBÉM

Edição impressa

Endereços

Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Avenida Rio Branco 257, SL 1308 
Centro - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: (21) 2256-6303
E-mail: [email protected]

Comitê de Apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro

E-mail: [email protected]om
Reuniões semanais de apoiadores
todo sábado, às 9h30

Seja um apoiador você também:
https://www.catarse.me/apoieoand

Expediente

Diretor Geral 
Fausto Arruda (licenciado)
Victor Costa Bellizia (provisório)

Editor-chefe 
Victor Costa Bellizia

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas (In memoriam)
Fausto Arruda
José Maria Galhasi de Oliveira
José Ramos Tinhorão (In memoriam)
Henrique Júdice
Matheus Magioli Cossa
Paulo Amaral 
Rosana Bond

Redação
Ana Lúcia Nunes
João Alves
Taís Souza
Gabriel Artur
Giovanna Maria
Victor Benjamin

Ilustração
Victor Benjamin