Índia: Ações na Semana do Exército Popular

Diversas ações armadas foram realizadas pelo Exército Guerrilheiro Popular de Libertação (EGPL), dirigido pelo Partido Comunista da Índia (Maoista), por ocasião da Semana do EGPL.

Combatentes do EGPL em treinamento
Combatentes do EGPL em treinamento

A Semana do EGPL é celebrada anualmente pelos maoistas e revolucionários com intensificação das ações armadas da guerra popular, isto é, realizam ações de guerrilha, sabotagem, aniquilamento seletivo e agitação e propaganda armada. A Semana do EGPL faz referência à fundação do Exército Popular ocorrida entre os dias 2 e 8 de dezembro de 2000.

Dentre as ações, uma teve particular repercussão. Os maoistas estabeleceram um acampamento guerrilheiro permanente no distrito de Malkangiri, no estado de Orissa, em fins de novembro.

Os guerrilheiros teriam pintado a estrutura do local na cor vermelha e o contornaram com barreiras de segurança. De acordo com os relatos locais, há planos de realizar outras instalações de caráter permanente durante a Semana do EGPL.

Esta não é a primeira vez que os revolucionários se instalam com acampamentos em regiões. No ano passado foi estabelecido um acampamento temporário em Gora Setu, em Chitrakonda.

Outras ações

Como parte da escalada das ações armadas, um grupo de 30 a 40 combatentes vermelhos aniquilaram o filho de um empreiteiro madeireiro, identificado como Ramesh Jain. O aniquilamento ocorreu entre as regiões de Rowghat e Tadoki. Na retirada, os maoistas orientaram os operários a deixarem o local e incendiaram quatro caminhões e uma máquina de carregamento utilizada na construção de uma linha ferroviária.

NÃO SAIA AINDA… O jornal A Nova Democracia, nos seus mais de 18 anos de existência, manteve sua independência inalterada, denunciando e desmascarando o governo reacionário de FHC, oportunista do PT e agora, mais do que nunca, fazendo-o em meio à instauração do governo militar de fato surgido do golpe militar em curso, que através de uma análise científica prevíamos desde 2017.

Em todo esse tempo lutamos e trouxemos às claras as entranhas e maquinações do velho Estado brasileiro e das suas classes dominantes lacaias do imperialismo, em particular a atuação vil do latifúndio em nosso país.

Nunca recebemos um centavo de bancos ou partidos eleitoreiros. Todo nosso financiamento sempre partiu do apoio de nossos leitores, colaboradores e entusiastas da imprensa popular e democrática. Nesse contexto em que as lutas populares tendem a tomar novas proporções é mais do que nunca necessário e decisivo o seu apoio.

Se você acredita na Revolução Brasileira, apoie a imprensa que a ela serve - Clique Aqui

LEIA TAMBÉM

Edição impressa

Endereços

Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Avenida Rio Branco 257, SL 1308 
Centro - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: (21) 2256-6303
E-mail: [email protected]

Comitê de apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro
Reuniões semanais de apoiadores
toda segunda-feira, às 18:45

Seja um apoiador você também:
https://www.catarse.me/apoieoand

Expediente

Diretor Geral 
Fausto Arruda

Editor-chefe 
Victor Costa Bellizia

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas (In memoriam)
Fausto Arruda
José Maria Galhasi de Oliveira
José Ramos Tinhorão 
Henrique Júdice
Hugo RC Souza
Matheus Magioli Cossa
Montezuma Cruz
Paulo Amaral 
Rosana Bond

Redação 
Ana Lúcia Nunes
Rodrigo Duarte Baptista
Vinícios Oliveira

Ilustração
Taís Souza