Palestina: Jovem de 17 anos assassinado

A- A A+

Um jovem palestino de 17 anos foi assassinado durante um protesto em território próximo de Ramalá, na Cisjordânia ocupada, no dia 4 de janeiro.

Manifestação enfrenta repressão sionista, 2015
Manifestação enfrenta repressão sionista, 2015

O jovem, identificado como Musab Firas Tamimi, era residente da aldeia de Deir Neizam, norte de Ramalá. Ele é o 14o palestino morto desde a decisão do imperialismo ianque sobre a capital de Israel em Jerusalém.

Invasão a acampamento é rechaçada

No mesmo dia, jovens palestinos atacaram militares sionistas durante uma violenta invasão destes ao campo de refugiados de Al-Dahicha, ao sul de Belém.

Os soldados do Estado sionista entraram atirando com munições letais, ferindo sete palestinos. Outros três foram feridos por balas de metal revestidas com borracha.

Os jovens feridos foram transferidos para o hospital de Beit Jala, próximo de Belém. Não há informações sobre o estado de saúde. Além dos jovens, um palestino de 34 anos foi detido em sua casa e levado preso.

A operação faz parte do modus operandi dos sionistas. Sob justificativa de operações de busca e apreensão, as forças militares invadem os campos e territórios palestinos espalhando terror. Em geral, o objetivo é impulsionar o abandono das terras pelas famílias ali residentes.


O tormento das prisões sionistas

Jailson de Souza

Uma das expressões tomadas pela opressão desenfreada do Estado sionista contra o povo palestino são as prisões políticas em massa. Desde a expansão da ocupação sionista em 1967, um quinto da população palestina que vive nos territórios ocupados já foi preso político, incluindo crianças e adolescentes. O número absoluto é de 750 mil palestinos. Em 2013, o número oficial era de 5 mil palestinos presos em Israel.

Um dos casos que a Redação de AND teve conhecimento é o do jovem palestino Sameh Abu Hamayel, hoje com 17 anos, preso em um território palestino chamado Ofra, ocupado pelos sionistas. O local é tido como um dos mais brutais campos de concentração.

Sameh Abu Hamayel foi detido em maio de 2017, com 16 anos, durante um protesto que entrou em conflito com as forças sionistas. Segundo sua prima, Ashjan Sadique Adi, jovem palestina residente no Brasil, em entrevista ao AND, ele foi preso por lutar contra a ocupação sionista e pela libertação do povo palestino.

Endereços

Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Rua Gal. Almério de Moura 302/4º andar
São Cristóvão - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: (21) 2256-6303

Comitê de apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro
Tel.: (11) 3104-8537

Reuniões semanais de apoiadores
toda segunda-feira, às 18:45

Seja um apoiador você também!

EXPEDIENTE

Diretor Geral 
Fausto Arruda

Editor-chefe 
Mário Lúcio de Paula
Jornalista Profissional
14332/MG

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas
Fausto Arruda 
José Maria Oliveira
José Ramos Tinhorão 
José Ricardo Prieto 
Henrique Júdice
Hugo RC Souza
Mário Lúcio de Paula
Matheus Magioli
Montezuma Cruz
Paulo Amaral 
Rosana Bond 
Sebastião Rodrigues
Vera Malaguti Batista

Redação 
Ellan Lustosa
Mário Lúcio de Paula
Patrick Granja

A imprensa democrática e popular depende do seu apoio

Leia, divulgue e conheça. Deixe seu nome e e-mail para se manter informado
Please wait