Índia: Ianques afirmam guerra popular como sua terceira maior ameaça 

A- A A+
 

O Departamento de Estado ianque citou o Partido Comunista da Índia (Maoista) e o movimento revolucionário como terceira mais perigosa ameaça aos seus interesses no mundo. O relatório, publicado anualmente, designa como “ameaça terrorista” àqueles que lhes impõem limites.

Unidade guerrilheira do EGPL, dirigido pelo PCI (Maoista)
Unidade guerrilheira do EGPL, dirigido pelo PCI (Maoista)

O PCI (Maoista) foi qualificado como terceira força, atrás apenas do Estado Islâmico da Síria e Iraque (EISI) e do Talibã (Afeganistão). Nestes países, desenvolve-se uma guerra de resistência nacional contra a agressão militar ianque.

De acordo com o referido relatório, o PCI (Maoista) foi responsável por 336 ações armadas “no ano passado, em que 174 pessoas morreram e 141 ficaram feridas”.

Novos comitês populares

Não são apenas os ianques, mas também as “autoridades” reacionárias do estado de Kerala, na Índia, que estão preocupadas, segundo o monopólio da imprensa. A razão é o crescimento da atividade do Partido Comunista da Índia (Maoista), que formou novos Comitês revolucionários populares na fronteira de Kerala-Tamil Nadu-Karnataka, no início deste ano.

Os comitês funcionam como órgãos do novo Poder no país, nos quais as massas dirigem os assuntos administrativos e, apoiadas no Exército Guerrilheiro Popular de Libertação (EGPL) e sob direção do PCI (Maoista), governam a região.

Os maoistas conseguiram organizar reuniões nessas áreas que contaram com a presença de membros do EGPL. Muitos desses lugares permanecem inacessíveis ​​para as forças de repressão e as agências do velho Estado.

Os maoistas, por sua vez, estabeleceram contato com o povo e ganharam o apoio local. Na região, o EGPL já está realizando treinamentos e formando novos combatentes vermelhos para a guerra popular.

Edição impressa

A imprensa democrática e popular depende do seu apoio

Leia, divulgue e conheça. Deixe seu nome e e-mail para se manter informado
Please wait

Endereços

Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Rua Gal. Almério de Moura 302/4º andar
São Cristóvão - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: (21) 2256-6303
E-mail: anovademocracia@gmail.com

Comitê de apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

PUBLICIDADE

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro
Tel.: (11) 3104-8537
Reuniões semanais de apoiadores
toda segunda-feira, às 18:45

Seja um apoiador você também!
#
#
#

ONDE ENCONTRAR

Expediente

Diretor Geral 
Fausto Arruda

Editor-chefe 
Mário Lúcio de Paula
Jornalista Profissional
14332/MG

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas
Fausto Arruda
José Maria Oliveira
José Ramos Tinhorão 
José Ricardo Prieto
Henrique Júdice
Hugo RC Souza
Mário Lúcio de Paula
Matheus Magioli
Montezuma Cruz
Paulo Amaral 
Rosana Bond
Sebastião Rodrigues
Vera Malaguti Batista

Redação 
Ellan Lustosa
Mário Lúcio de Paula
Patrick Granja