Revolta contra o aumento nas passagens

A- A A+

O aumento no preço do transporte coletivo no início deste ano suscitou grandes protestos em várias partes do país. Após o anúncio de um novo reajuste na tarifa em São Paulo, manifestantes realizaram um protesto na noite de 17 de janeiro, na zona oeste da cidade. O ato contou com erguimento de barricadas e vidraças de bancos e janelas de ônibus destruídas em revolta. Em um segundo protesto ocorrido no dia 22, a av. 23 de Maio foi interditada com uma barricada de pneus em chamas.

Luiza Calagian/Pavio
Centenas protestaram contra aumento da passagem em SP, 17/01 (foto: Luiza Calagian/Pavio)
Centenas protestaram contra aumento da passagem em SP, 17/01

Dória/PSDB, que durante sua campanha eleitoral mentiu que congelaria o preço das passagens, liberou o reajuste de 5,26% para o transporte público coletivo de ônibus, trens e metrô, passando de R$ 3,80 para R$ 4 a partir de 7 de janeiro. A tarifa integrada dos ônibus municipais com os trens do Metrô e da CPTM, por sua vez, passou de R$ 6,80 para R$ 6,96.

A concentração do dia 17 estava planejada para começar na casa do gerente de turno da cidade que, em uma tentativa de impedir que o protesto ocorresse, fechou a rua. Os manifestantes, contudo, seguiram para a av. Faria Lima com a av. Cidade Jardim, onde partiram com o ato até o Largo da Batata, no bairro de Pinheiros. Mesmo antes de começar, a polícia já mantinha um contingente enorme nas ruas.

Conteúdo exclusivo para assinantes do jornal A Nova Democracia

Seguindo a onda de protestos contra o valor abusivo do transporte público, outra manifestação aconteceu em Recife (PE), onde manifestantes fecharam a avenida Guararapes, no Centro da cidade, ao fim da manhã de 19 de janeiro. Eles levavam faixas com a frase Aumento de passagem é roubo. Para a capital pernambucana existe a proposta de reajuste médio de 11%. Caso aprovada, a tarifa subirá de R$ 3,20 para R$ 3,55.

http://anovademocracia.com.br/204/07a-2.jpg

No dia 22 de janeiro entraram em vigor as novas tarifas de ônibus em São Luís (MA), com o valor da passagem das linhas integradas passando de R$ 2,90 para R$ 3,10. Os moradores da região de Itaqui Bacanga realizaram uma manifestação denunciando o valor incompatível com a renda de grande parte da população. A revolta também foi marcada por moradores da Vila Batatã, zona rural da cidade, ateando fogo em pneus e pedaços de paus para bloquear a rodovia BR-135.

Teresina (PI), Vitória (ES) e Curitiba (PR) são outras capitais que também mobilizaram  combativos protestos contra os reajustes.

Edição impressa

Endereços

Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Rua Gal. Almério de Moura 302/4º andar
São Cristóvão - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: (21) 2256-6303
E-mail: [email protected]

Comitê de apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro
Reuniões semanais de apoiadores
toda segunda-feira, às 18:45

Seja um apoiador você também!

Expediente

Diretor Geral 
Fausto Arruda

Editor-chefe 
Mário Lúcio de Paula
Jornalista Profissional
14332/MG

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas (In memoriam)
Fausto Arruda
José Maria Galhasi de Oliveira
José Ramos Tinhorão 
José Ricardo Prieto
Henrique Júdice
Hugo RC Souza
Mário Lúcio de Paula
Matheus Magioli
Montezuma Cruz
Paulo Amaral 
Rosana Bond

Redação 
Mário Lúcio de Paula
Ana Lúcia Nunes
Matheus Magioli
Rodrigo Duarte Baptista
Vinícios Oliveira