Espanha: Imigrantes e jovens em fúria

Centenas de imigrantes e jovens espanhóis protestaram violentamente nas ruas do Centro de Madri, capital da Espanha, em repulsa à morte de um imigrante senegalês de 35 anos, no dia 15 de março. Mmame Mbage, que estava na Espanha há 14 anos, aparentemente teve um ataque cardíaco por conta de uma perseguição policial.

Reuters
Mesmo com balas de borracha, repressão não cessou a revolta popular (Reuters)
Mesmo com balas de borracha, repressão não cessou a revolta popular

Os manifestantes mantiveram mais de quatro horas de protestos que percorreu a madrugada do dia 16/03, ao fim do qual ficaram destruídas três agências bancárias e viaturas policiais. Pelas ruas, barricadas em chamas foram montadas. Ao menos 10 agentes da repressão ficaram feridos por paus e pedras em enfrentamento dos manifestantes com a polícia, que mesmo tendo utilizado balas de borracha, não foi capaz de conter o protesto. Seis jovens espanhóis foram detidos.

Crime contra as massas

Mbage sobrevivia na Espanha como vendedor ambulante de malas e perfumes. Ele, que era imigrante não registrado no país, chegou em 2004 em um barco, fugindo da miséria a que sua nação – Senegal – está submetida pelo domínio semicolonial.

Sua morte, segundo vendedores ambulantes, foi devido à perseguição empreendida pelos policiais, que estavam de moto. Mbage fugiu, temendo ser deportado, e acabou colapsando.

NÃO SAIA AINDA… O jornal A Nova Democracia, nos seus mais de 18 anos de existência, manteve sua independência inalterada, denunciando e desmascarando o governo reacionário de FHC, oportunista do PT e agora, mais do que nunca, fazendo-o em meio à instauração do governo militar de fato surgido do golpe militar em curso, que através de uma análise científica prevíamos desde 2017.

Em todo esse tempo lutamos e trouxemos às claras as entranhas e maquinações do velho Estado brasileiro e das suas classes dominantes lacaias do imperialismo, em particular a atuação vil do latifúndio em nosso país.

Nunca recebemos um centavo de bancos ou partidos eleitoreiros. Todo nosso financiamento sempre partiu do apoio de nossos leitores, colaboradores e entusiastas da imprensa popular e democrática. Nesse contexto em que as lutas populares tendem a tomar novas proporções é mais do que nunca necessário e decisivo o seu apoio.

Se você acredita na Revolução Brasileira, apoie a imprensa que a ela serve - Clique Aqui

Edição impressa

Endereços

Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Avenida Rio Branco 257, SL 1308 
Centro - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: (21) 2256-6303
E-mail: [email protected]

Comitê de apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro
Reuniões semanais de apoiadores
toda segunda-feira, às 18:45

Seja um apoiador você também:
https://www.catarse.me/apoieoand

Expediente

Diretor Geral 
Fausto Arruda

Editor-chefe 
Victor Costa Bellizia

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas (In memoriam)
Fausto Arruda
José Maria Galhasi de Oliveira
José Ramos Tinhorão 
Henrique Júdice
Hugo RC Souza
Matheus Magioli Cossa
Montezuma Cruz
Paulo Amaral 
Rosana Bond

Redação 
Ana Lúcia Nunes
Rodrigo Duarte Baptista
Vinícios Oliveira

Ilustração
Taís Souza