Lideranças ribeirinhas ameaçadas de morte

Três lideranças ribeirinhas do Projeto de Assentamento Extrativista (PAE) Montanha e Mangabal, Ageu Lobo Pereira, Francisco Firmino Silva e Pedro Braga, estão sendo ameaçadas de morte por defender o seu território na região oeste do Pará. O presidente da Associação da Comunidade Tradicional Montanha e Mangabal, Ageu Pereira, e Francisco Silva, conhecido popularmente como Chico Catitú, tiveram que abandonar as suas residências e se refugiar na casa de apoiadores da luta pela terra.

Banco de dados AND
Francisco Firmino Silva
Francisco Firmino Silva

As famílias das comunidades de Montanha e Mangabal têm realizado ações de expulsão dos invasores de suas terras em aliança com os indígenas munduruku, o que tem contrariado os interesses de latifundiários, madeireiras e garimpeiros da região.

Os povos Munduruku e Apiaká, em nota, prestaram solidariedade aos camponeses e afirmaram que a unidade entre indígenas e ribeirinhos permitiu nos últimos anos a ocupação do canteiro de obras da Usina Hidrelétrica de Belo Monte, a autodemarcação da Terra Indígena Sawre Muybu e a resistência contra os projetos de construção de novas hidrelétricas e do Ferrogrão.

Conteúdo exclusivo para assinantes do jornal A Nova Democracia

“Já faz muitos anos que estamos enfrentando de frente os invasores que destroem nosso rio e nossa terra com o garimpo ilegal ou tirando madeira e palmito. Mas cada vez que protegemos mais os nossos territórios, que lutamos mais por direitos, encontramos mais ameaças. A luta do povo Munduruku e de Montanha e Mangabal é uma luta só.”, frisou a nota.

A região tem sofrido com o avanço da instalação de grandes projetos ao longo do rio Tapajós, como hidrelétricas e portos, da mineração e do agronegócio, que impactam negativamente especialmente o modo de vida de camponeses e indígenas.

NÃO SAIA AINDA… O jornal A Nova Democracia, nos seus mais de 18 anos de existência, manteve sua independência inalterada, denunciando e desmascarando o governo reacionário de FHC, oportunista do PT e agora, mais do que nunca, fazendo-o em meio à instauração do governo militar de fato surgido do golpe militar em curso, que através de uma análise científica prevíamos desde 2017.

Em todo esse tempo lutamos e trouxemos às claras as entranhas e maquinações do velho Estado brasileiro e das suas classes dominantes lacaias do imperialismo, em particular a atuação vil do latifúndio em nosso país.

Nunca recebemos um centavo de bancos ou partidos eleitoreiros. Todo nosso financiamento sempre partiu do apoio de nossos leitores, colaboradores e entusiastas da imprensa popular e democrática. Nesse contexto em que as lutas populares tendem a tomar novas proporções é mais do que nunca necessário e decisivo o seu apoio.

Se você acredita na Revolução Brasileira, apoie a imprensa que a ela serve - Clique Aqui

Edição impressa

Endereços

Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Avenida Rio Branco 257, SL 1308 
Centro - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: (21) 2256-6303
E-mail: [email protected]

Comitê de Apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro

E-mail: [email protected]om
Reuniões semanais de apoiadores
todo sábado, às 9h30

Seja um apoiador você também:
https://www.catarse.me/apoieoand

Expediente

Diretor Geral 
Fausto Arruda (licenciado)
Victor Costa Bellizia (provisório)

Editor-chefe 
Victor Costa Bellizia

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas (In memoriam)
Fausto Arruda
José Maria Galhasi de Oliveira
José Ramos Tinhorão (In memoriam)
Henrique Júdice
Matheus Magioli Cossa
Paulo Amaral 
Rosana Bond

Redação
Ana Lúcia Nunes
João Alves
Taís Souza
Gabriel Artur
Giovanna Maria
Victor Benjamin

Ilustração
Victor Benjamin