‘Maçonaria ultramontana’

“Existe na Espanha, neste momento, uma espécie de Maçonaria ultramontana chamada Opus Dei. Recruta seus membros - todos muito secretamente - entre a burguesia arquicatólica. E parte fundamental dessa organização são os professores universitários – estes, em número muito grande.”.

Universidad Complutense de Madrid
Luis Enrique Carvajal, autor de La destrucción de la ciencia en España (foto: Universidad Complutense de Madrid)
Luis Enrique Carvajal, autor de La destrucción de la ciencia en España (detalhe)

Reproduzido pelo historiador espanhol Luis Enrique Otero Carvajal em seu livro La destrucción de la ciencia en España: depuración universitaria en el franquismo, esse trecho de um documento da União de Intelectuais Espanhóis no México, escrito em 1947, expõe uma das principais faces do Opus.

A prelazia é dona das universidades de Navarra (Espanha), Santa Croce (Itália), Austral (Argentina), de La Sabana (Colômbia), Montevideo (Uruguai), de los Andes (Chile), de Piura (Peru), del Istmo (Guatemala), Monteavila (Venezuela), Panamericana (México), da Ásia e Pacífico (Filipinas) e Strathmore (Quênia). No Brasil, se faz presente na USP, Unicamp, Uerj, UFPR e, principalmente, na UFRGS.

A atuação no meio universitário é definida como prioridade em seus estatutos. O art. 2, parágrafo 2º prevê “se dedicar com todas as suas forças” para que “sobretudo os chamados intelectuais aceitem com todo o coração os preceitos de Cristo Senhor e os ponham em prática mediante a santificação da própria profissão de cada um no seio do mundo, para que tudo se conforme à Vontade do Criador”. O art. 88, parágrafo 3º diz que “a atuação profissional, as teorias sociais, políticas etc.” de cada membro da organização devem se manter “dentro dos limites da fé e da moral católica”. O 116, que eles “se ocuparão com todas as suas forças” para que “pessoas de condição intelectual que, por motivo da ciência que lhes sobra ou pelas funções que exercem ou pela dignidade de que estão investidos, têm muita importância pelo serviço que prestam à sociedade civil (...) adiram à doutrina e aos preceitos de Cristo Senhor”.

Para tanto, os membros do Opus “realizarão seu apostolado pessoal sobretudo entre seus iguais, especialmente através da amizade e da confidência mútua” (117) e “utilizarão, conforme a capacidade de cada um, os meios e iniciativas que são usuais na sociedade civil, ou seja, círculos de estudo, reuniões, encontros periódicos, sessões, conferências, cursos” (120).

NÃO SAIA AINDA… O jornal A Nova Democracia, nos seus mais de 18 anos de existência, manteve sua independência inalterada, denunciando e desmascarando o governo reacionário de FHC, oportunista do PT e agora, mais do que nunca, fazendo-o em meio à instauração do governo militar de fato surgido do golpe militar em curso, que através de uma análise científica prevíamos desde 2017.

Em todo esse tempo lutamos e trouxemos às claras as entranhas e maquinações do velho Estado brasileiro e das suas classes dominantes lacaias do imperialismo, em particular a atuação vil do latifúndio em nosso país.

Nunca recebemos um centavo de bancos ou partidos eleitoreiros. Todo nosso financiamento sempre partiu do apoio de nossos leitores, colaboradores e entusiastas da imprensa popular e democrática. Nesse contexto em que as lutas populares tendem a tomar novas proporções é mais do que nunca necessário e decisivo o seu apoio.

Se você acredita na Revolução Brasileira, apoie a imprensa que a ela serve - Clique Aqui

LEIA TAMBÉM

Edição impressa

Endereços

Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Avenida Rio Branco 257, SL 1308 
Centro - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: (21) 2256-6303
E-mail: [email protected]

Comitê de apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro
Reuniões semanais de apoiadores
toda segunda-feira, às 18:45

Seja um apoiador você também:
https://www.catarse.me/apoieoand

Expediente

Diretor Geral 
Fausto Arruda (licenciado)
Victor Costa Bellizia (provisório)

Editor-chefe 
Victor Costa Bellizia

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas (In memoriam)
Fausto Arruda
José Maria Galhasi de Oliveira
José Ramos Tinhorão 
Henrique Júdice
Matheus Magioli Cossa
Paulo Amaral 
Rosana Bond

Redação
Ana Lúcia Nunes
João Alves
Paula Montenegro
Taís Souza
Rodrigo Duarte Baptista
Victor Benjamin

Ilustração
Paula Montenegro