MT: Universitários exigem RU por R$1

Após 65 dias de greve, estudantes e docentes da Universidade Federal do Mato Grosso  (UFMT) conseguiram que dez de suas reivindicações fossem atendidas durante reunião realizada no dia 4 de junho com a reitora Myrian Serra. Contudo, ainda não foi estabelecido um acordo sobre a pauta principal que é a manutenção do Restaurante Universitário (RU) por R$ 1 para alunos e seus filhos.

A reitora já havia suspendido o aumento do preço para R$ 5 até dezembro deste ano e também anunciou a criação de uma comissão para discutir a elaboração da nova política de Alimentação Estudantil da UFMT. Os estudantes do movimento de greve, porém, responderam que a condição para a volta às aulas é um termo de compromisso para que o valor atual do restaurante siga até o final da gestão da atual reitora. Eles também exigem que o RU seja aberto aos sábados, domingos e feriados.

Dentre os 10 pontos apresentados que a reitoria se comprometeu a atender imediatamente estão: a não criminalização do movimento estudantil; a democratização e desburocratização para o acesso da comunidade acadêmica ao teatro universitário, com garantia da gestão pública; concurso público para docentes e técnicos-administrativos; solicitação dos contratos detalhados de empresas terceirizadas na UFMT; detalhar para onde vai a verba destinada a estudantes, repassadas para a assistência estudantil; o cumprimento e fiscalização das legislações que tratam da obrigatoriedade de ensino de história e cultura indígena e africana; a não redução de vagas da graduação; e garantir debate étnico-racial e de gênero nos currículos.

NÃO SAIA AINDA… O jornal A Nova Democracia, nos seus mais de 18 anos de existência, manteve sua independência inalterada, denunciando e desmascarando o governo reacionário de FHC, oportunista do PT e agora, mais do que nunca, fazendo-o em meio à instauração do governo militar de fato surgido do golpe militar em curso, que através de uma análise científica prevíamos desde 2017.

Em todo esse tempo lutamos e trouxemos às claras as entranhas e maquinações do velho Estado brasileiro e das suas classes dominantes lacaias do imperialismo, em particular a atuação vil do latifúndio em nosso país.

Nunca recebemos um centavo de bancos ou partidos eleitoreiros. Todo nosso financiamento sempre partiu do apoio de nossos leitores, colaboradores e entusiastas da imprensa popular e democrática. Nesse contexto em que as lutas populares tendem a tomar novas proporções é mais do que nunca necessário e decisivo o seu apoio.

Se você acredita na Revolução Brasileira, apoie a imprensa que a ela serve - Clique Aqui

LEIA TAMBÉM

Edição impressa

Endereços

Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Avenida Rio Branco 257, SL 1308 
Centro - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: (21) 2256-6303
E-mail: [email protected]

Comitê de Apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro

E-mail: [email protected]om
Reuniões semanais de apoiadores
todo sábado, às 9h30

Seja um apoiador você também:
https://www.catarse.me/apoieoand

Expediente

Diretor Geral 
Fausto Arruda (licenciado)
Victor Costa Bellizia (provisório)

Editor-chefe 
Victor Costa Bellizia

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas (In memoriam)
Fausto Arruda
José Maria Galhasi de Oliveira
José Ramos Tinhorão (In memoriam)
Henrique Júdice
Matheus Magioli Cossa
Paulo Amaral 
Rosana Bond

Redação
Ana Lúcia Nunes
João Alves
Taís Souza
Gabriel Artur
Giovanna Maria
Victor Benjamin

Ilustração
Victor Benjamin