MA: Liderança guajajara encontrada morta

A- A A+
 

O cacique da aldeia Cocalinho I, Jorge Guajajara, foi encontrado morto no dia 12 de agosto perto do rio Zutiwaia que corta a Terra Indígena (TI) Araribóia, no município de Arame, no Maranhão.

APIB Comunicação
Protesto contra o genocídio indígena ocorrido em abril, Brasília (foto: APIB Comunicação)
Protesto contra o genocídio indígena ocorrido em abril, Brasília

Segundo os guajajara, a suspeita é de que o indígena de 56 anos tenha sido assassinado pela sua posição de destaque na luta pela autodemarcação da TI Araribóia, integrando o grupo de autodefesa criado por eles intitulado “Guardiões da Floresta”, para proteger o seu território contra a ação de latifundiários, madeireiras, garimpeiros e caçadores.

Vitorino Guajajara, morador da aldeia Lago Branco, situada na TI Araribóia, em denúncia feita ao Instituto Socioambiental (ISA), falou que existe uma espécie de toque de recolher em Arame para os indígenas, que não devem circular na cidade depois das 22 horas. Jorge Guajajara teria descumprido este toque de recolher.

Segundo a perícia divulgada pela Polícia Civil, a morte de Jorge Guajajara foi por afogamento, não havendo marcas de tiros ou golpes de faca, sendo que a hipótese de homicídio não foi descartada pela polícia.

Conteúdo exclusivo para assinantes do jornal A Nova Democracia

De acordo com relatos de indígenas feitos ao Survival International, o pescoço da liderança guajajara estava quebrado e quase separado do corpo. Ainda conforme esses relatos, outros corpos de indígenas assassinados já haviam sido encontrados neste mesmo local.

Edição impressa

Endereços

Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Rua Gal. Almério de Moura 302/4º andar
São Cristóvão - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: (21) 2256-6303
E-mail: anovademocracia@gmail.com

Comitê de apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro
Reuniões semanais de apoiadores
toda segunda-feira, às 18:45

Seja um apoiador você também!

Expediente

Diretor Geral 
Fausto Arruda

Editor-chefe 
Mário Lúcio de Paula
Jornalista Profissional
14332/MG

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas
Fausto Arruda
José Maria Oliveira
José Ramos Tinhorão 
José Ricardo Prieto
Henrique Júdice
Hugo RC Souza
Mário Lúcio de Paula
Matheus Magioli
Montezuma Cruz
Paulo Amaral 
Rosana Bond
Sebastião Rodrigues
Vera Malaguti Batista

Redação 
Ellan Lustosa
Mário Lúcio de Paula
Patrick Granja