Suécia: Boicote eleitoral contra falsa democracia

No dia 9 de setembro ocorreu a farsa eleitoral na Suécia. Num contexto em que ascende eleitoralmente um partido de extrema-direita (Democratas Suecos – DS), desenvolve-se em paralelo e em resposta uma campanha de boicote às eleições reacionárias.

Banco de dados AND
Boicote eleitoral denuncia a falsa democracia na Suécia, 09/18
Boicote eleitoral denuncia a falsa democracia na Suécia, 09/18

Dezenas de ações foram realizadas em todo o país, especialmente comícios, panfletagens, sabotagem contra propagandas eleitorais, pichações e colagem de cartazes. A campanha é dirigida por militantes comunistas.

Enormes faixas foram confeccionadas. Em uma delas, lia-se a consigna Falsa democracia é ditadura capitalista!, acompanhada com um símbolo da foice e martelo. Em um outro cartaz, lia-se: Escolha lutar fora do parlamento!, denunciando o caráter burguês e farsante do sistema demoliberal. Pichações também estampavam as palavra de ordem do grande dirigente comunista russo, Vladimir Lenin: Fora o Poder tudo é ilusão!, e do grande dirigente comunista chinês, Presidente Mao Tsetung: A rebelião se justifica!

Ascensão da extrema-direita

A ascensão do DS, oriundo de grupos neonazistas suecos e outros elementos chauvinistas e fascistas, é considerado uma anomalia na tradição política socialdemocrata do país. O Partido Operário Socialdemocrata da Suécia, considerado baluarte do “estado de bem-estar social”, governou o país consecutivamente por 41 anos, entre 1932 e 1973.

Conteúdo exclusivo para assinantes do jornal A Nova Democracia

Com a onda migratória – resultado das guerras de rapina dos países imperialistas e da miséria imposta principalmente aos países do Norte da África e da Ásia Central –, deterioraram-se as condições de vida, desgastando o governo da “esquerda” socialdemocrata, então incapaz de dar solução ao problema, criando assim o caldo de cultura e ambiente reacionários.

NÃO SAIA AINDA… O jornal A Nova Democracia, nos seus mais de 18 anos de existência, manteve sua independência inalterada, denunciando e desmascarando o governo reacionário de FHC, oportunista do PT e agora, mais do que nunca, fazendo-o em meio à instauração do governo militar de fato surgido do golpe militar em curso, que através de uma análise científica prevíamos desde 2017.

Em todo esse tempo lutamos e trouxemos às claras as entranhas e maquinações do velho Estado brasileiro e das suas classes dominantes lacaias do imperialismo, em particular a atuação vil do latifúndio em nosso país.

Nunca recebemos um centavo de bancos ou partidos eleitoreiros. Todo nosso financiamento sempre partiu do apoio de nossos leitores, colaboradores e entusiastas da imprensa popular e democrática. Nesse contexto em que as lutas populares tendem a tomar novas proporções é mais do que nunca necessário e decisivo o seu apoio.

Se você acredita na Revolução Brasileira, apoie a imprensa que a ela serve - Clique Aqui

Edição impressa

Endereços

Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Avenida Rio Branco 257, SL 1308 
Centro - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: (21) 2256-6303
E-mail: [email protected]

Comitê de Apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro

E-mail: [email protected]om
Reuniões semanais de apoiadores
todo sábado, às 9h30

Seja um apoiador você também:
https://www.catarse.me/apoieoand

Expediente

Diretor Geral 
Fausto Arruda (licenciado)
Victor Costa Bellizia (provisório)

Editor-chefe 
Victor Costa Bellizia

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas (In memoriam)
Fausto Arruda
José Maria Galhasi de Oliveira
José Ramos Tinhorão (In memoriam)
Henrique Júdice
Matheus Magioli Cossa
Paulo Amaral 
Rosana Bond

Redação
Ana Lúcia Nunes
João Alves
Taís Souza
Gabriel Artur
Giovanna Maria
Victor Benjamin

Ilustração
Victor Benjamin