Síria: 25 mil contra guerra de agressão

A- A A+
 

Uma onda de protestos ocorreu na província de Idlib, na Síria, contra os últimos bombardeios lançados na região pelo imperialismo russo e pelo regime semicolonial e semifeudal de Bashar Al-Assad. Na cidade de Maarat al-Nouman, na mesma província, ocorreu o maior dos protestos, que lançou às ruas mais de 25 mil pessoas. O mesmo ocorreu, em menores proporções, em mais de 20 cidades e aldeias da região.

Banco de dados AND
Milhares protestam na província de Idlib
Milhares protestam na província de Idlib

Um dos cartazes dizia: “Rússia e Bashar Al-Assad nos bombardeiam e dizem que nós somos os terroristas”. Um trabalhador, de 36 anos, que participou da marcha declarou: “Nós só queremos enviar uma mensagem para o resto do mundo, de que nós somos apenas um povo oprimido que anseia por liberdade”.

Os bombardeios (motivo dos protestos) iniciaram-se no dia 5 de setembro e tinham como alvo territórios controlados pela Frente Al Nusra – grupo armado islâmico que outrora manteve relações com a Al-Qaeda, desvinculou-se dela e agora atua como lacaio do imperialismo ianque na região, sendo por ele financiado.

Em menos de 72 horas, os aviões de guerra russos e os helicópteros do regime de Assad levaram a cabo mais de 1060 bombardeios aéreos e terrestres, segundo o Observatório Sírio de Direitos Humanos (sediado em Londres). Ao menos 34 pessoas acabaram mortas, dentre elas, crianças e cinco mulheres em toda a província. Esse enorme volume de ataques foi o estopim para a mobilização de milhares de massas residentes na província.

Conteúdo exclusivo para assinantes do jornal A Nova Democracia


Em meio à pugna dos imperialistas russos e ianques através de seus lacaios, as massas populares, sobretudo os camponeses, pagam o preço da guerra imperialista com seu próprio sangue e, na ausência de uma força revolucionária proletária que assuma seus interesses legítimos, acabam sendo arrastadas para um dos campos da polarização.

Edição impressa

Endereços

Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Rua Gal. Almério de Moura 302/4º andar
São Cristóvão - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: (21) 2256-6303
E-mail: anovademocracia@gmail.com

Comitê de apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro
Reuniões semanais de apoiadores
toda segunda-feira, às 18:45

Seja um apoiador você também!

Expediente

Diretor Geral 
Fausto Arruda

Editor-chefe 
Mário Lúcio de Paula
Jornalista Profissional
14332/MG

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas
Fausto Arruda
José Maria Oliveira
José Ramos Tinhorão 
José Ricardo Prieto
Henrique Júdice
Hugo RC Souza
Mário Lúcio de Paula
Matheus Magioli
Montezuma Cruz
Paulo Amaral 
Rosana Bond
Sebastião Rodrigues
Vera Malaguti Batista

Redação 
Ellan Lustosa
Mário Lúcio de Paula
Patrick Granja