Importante chefe militar pró-USA é aniquilado pelos talibãs

A- A A+
 

Combatentes do Talibã, que integram a Resistência Nacional afegã, atacaram o Palácio de Kandahar, sede do governo provincial, e aniquilaram o general mais importante do sul do Afeganistão: general Abdul Raziq. Raziq e outros chefes militares estavam em uma reunião de alto nível quando foram surpreendidos, no dia 18 de outubro. Estava também presente o general ianque Austin S. Miller (chefe da Otan e um dos responsáveis pela guerra de agressão ao Afeganistão), que por pouco conseguiu escapar. Outros dois membros do Exército ianque, que participava da reunião, também foram feridos.

Banco de dados AND
Combatentes talibãs marcham nas ruas do Afeganistão
Combatentes talibãs marcham nas ruas do Afeganistão

Segundo informes preliminares, o guerrilheiro que efetuou sozinho o ataque estava infiltrado dentro das instalações oficiais do regime pró-ianque e, assim que teve oportunidade, abriu fogo. Ele foi morto em seguida.

Em pronunciamento em seu canal oficial, os talibãs afirmaram que "os principais objetivos do ataque eram o comandante ianque Miller e o infame comandante geral Abdul Raziq". Eles afirmaram também que Zalmi Waisa (governador da província), Abdul Momin (chefe da Direção Nacional de Segurança da província) e "vários outros funcionários" foram também aniquilados, mas não há nenhuma confirmação por parte do regime capitulacionista.

A ação exitosa é um duro golpe nas forças do imperialismo ianque e nos seus colaboradores internos (chamados de "capitulacionistas" porque se opõe a expulsar os invasores). Raziq, em especial, era um importante quadro do regime capitulacionista, pois desde 2009 tinha ganhado moral entre os invasores por ter sido capaz de combater a insurgência talibã naquele período.

Antes deste ataque, os talibãs haviam realizado um outro ataque de peso.  Durante a visita do presidente fantoche Ashraf Ghani à cidade de Ghazni, capital da província, no dia 27 de setembro, talibãs lançaram inúmeros foguetes para abatê-lo. Dois projéteis caíram a menos de 300 metros do complexo residencial do governador provincial, onde Ghani se reunia com “autoridades” locais, segundo Ahmad Khan Sirat, porta-voz da polícia local.

Comandantes lacaios do USA mortos

Outros ataques foram noticiados pelo próprio Talibã, no seu site oficial. Dentre eles, está o aniquilamento de vários comandantes no campo de batalha.

Na cidade de Kandahar – a segunda maior do país –, no dia 4 de outubro, o comandante Gul Ahmad foi alvejado e morto por um combatente da Resistência. Ele era um dos chefes da polícia local e estava comprovadamente envolvido em episódios de abuso e opressão contra civis.

Edição impressa

Endereços

Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Rua Gal. Almério de Moura 302/4º andar
São Cristóvão - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: (21) 2256-6303
E-mail: anovademocracia@gmail.com

Comitê de apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro
Reuniões semanais de apoiadores
toda segunda-feira, às 18:45

Seja um apoiador você também!

Expediente

Diretor Geral 
Fausto Arruda

Editor-chefe 
Mário Lúcio de Paula
Jornalista Profissional
14332/MG

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas
Fausto Arruda
José Maria Oliveira
José Ramos Tinhorão 
José Ricardo Prieto
Henrique Júdice
Hugo RC Souza
Mário Lúcio de Paula
Matheus Magioli
Montezuma Cruz
Paulo Amaral 
Rosana Bond
Sebastião Rodrigues
Vera Malaguti Batista

Redação 
Ellan Lustosa
Mário Lúcio de Paula
Patrick Granja