PCI (Maoista) expande bases

O serviço de inteligência do governo indiano informa que o Partido Comunista da Índia (Maoista) ampliou suas zonas de influência, instalando novas bases em Chhattisgarh-Maharashtra-Madhya Pradesh e na área de Gondia-Rajnandgaon-Balaghat, sendo esta última uma região que abrange mais de cem aldeias. A notícia foi reportada pelo portal Dazibao Rojo em 19 de novembro.

Conteúdo exclusivo para assinantes do jornal A Nova Democracia

Consequentemente novos grupos armados de resistência contra as investidas do velho Estado estão sendo criados. São as chamadas Milícias de Janeiro (Milícias Jan), além da organização política de massas, assim como campos de treinamento.

Através do monopólio de imprensa a repressão deu o informe de que novas ofensivas serão lançadas nas regiões de atuação maoista, que são Chhattisgarh, Maharashtra e Odisha, entretanto os guerrilheiros já vêm respondendo com o aniquilamento de informantes da polícia e de agentes da Polícia Especial (SPO).

Greve geral no distrito de Malkangiri

Uma greve geral em homenagem aos membros do Partido Comunista (Maoista) assassinados foi convocada no dia 20 de novembro, no distrito de Malkangiri, pela zona especial da fronteira Andhra-Odisha, frente de atuação também do PCI (Maoista).

Os comunistas homenageados foram assassinados pela repressão entre 12 de outubro a 5 de novembro deste ano.

Os maoistas espalharam numerosos banners e cartazes convocando a população para a greve, denunciaram também que o governo tem se mostrado interessado em construir obras de estradas, vendendo o fato sob o discurso de progresso, sendo que na prática o que se apresenta é a facilitação da locomoção das grandes corporações mineradoras que visam expulsar povos tribais e explorar os recursos naturais da região que os cerca.

NÃO SAIA AINDA… O jornal A Nova Democracia, nos seus mais de 18 anos de existência, manteve sua independência inalterada, denunciando e desmascarando o governo reacionário de FHC, oportunista do PT e agora, mais do que nunca, fazendo-o em meio à instauração do governo militar de fato surgido do golpe militar em curso, que através de uma análise científica prevíamos desde 2017.

Em todo esse tempo lutamos e trouxemos às claras as entranhas e maquinações do velho Estado brasileiro e das suas classes dominantes lacaias do imperialismo, em particular a atuação vil do latifúndio em nosso país.

Nunca recebemos um centavo de bancos ou partidos eleitoreiros. Todo nosso financiamento sempre partiu do apoio de nossos leitores, colaboradores e entusiastas da imprensa popular e democrática. Nesse contexto em que as lutas populares tendem a tomar novas proporções é mais do que nunca necessário e decisivo o seu apoio.

Se você acredita na Revolução Brasileira, apoie a imprensa que a ela serve - Clique Aqui

LEIA TAMBÉM

Edição impressa

Endereços

Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Avenida Rio Branco 257, SL 1308 
Centro - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: (21) 2256-6303
E-mail: [email protected]

Comitê de apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro
Reuniões semanais de apoiadores
toda segunda-feira, às 18:45

Seja um apoiador você também:
https://www.catarse.me/apoieoand

Expediente

Diretor Geral 
Fausto Arruda (licenciado)
Victor Costa Bellizia (provisório)

Editor-chefe 
Victor Costa Bellizia

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas (In memoriam)
Fausto Arruda
José Maria Galhasi de Oliveira
José Ramos Tinhorão 
Henrique Júdice
Matheus Magioli Cossa
Paulo Amaral 
Rosana Bond

Redação
Ana Lúcia Nunes
João Alves
Paula Montenegro
Taís Souza
Rodrigo Duarte Baptista
Victor Benjamin

Ilustração
Paula Montenegro