Datas memoráveis do proletariado

18 de dezembro de 1878 – Nasce Josef Stalin, grande dirigente e guia da construção da sociedade socialista soviética e principal dirigente da luta dos povos soviéticos na Grande Guerra Patriótica que derrotou a besta nazifascista.

Foi o camarada Stalin quem dirigiu o Exército Vermelho e o lendário combate que terminou com a vitória cabal da URSS contra as hordas nazifascistas de Hitler em 9 de maio de 1945. Ademais, o camarada Stalin cumpriu o papel fundamental de sintetizar o leninismo e reconhecê-lo como uma nova e superior etapa do marxismo, o marxismo-leninismo.

Conteúdo exclusivo para assinantes do jornal A Nova Democracia

 26 de dezembro de 1893 – Nasce o grande guia da revolução proletária mundial, o Presidente Mao Tsetung. Sob a sua direção pessoal ocorreram dois dos três grandes marcos da revolução proletária mundial: a Revolução Chinesa (1949) e a Grande Revolução Cultural Proletária (1966).

Sua forja como comunista e chefatura da Revolução Chinesa está nos 22 anos de luta armada até o triunfo da revolução no país, passando por peripécias e epopeias como a Longa Marcha e a vitória sobre o temido Exército japonês fascista.

O Presidente Mao foi também o principal expoente nas duras lutas contra o revisionismo contemporâneo de Kruschov e de camarilhas incrustadas no seio do Partido e do Estado chinês. A partir de seu magistral manejo da dialética e sua aplicação criadora do marxismo-leninismo à realidade chinesa, o Presidente Mao contribuiu com inestimáveis aportes para a revolução proletária mundial, desenvolvendo cada uma das três partes constituintes do marxismo: a filosofia marxista, a economia política e o socialismo científico.

O pensamento Mao Tsetung constituiu-se, portanto, em uma nova, terceira e superior etapa da ideologia do proletariado: o marxismo-leninismo-maoismo, sintetizado pelo Presidente Gonzalo – chefe da Revolução Peruana.

3 de dezembro de 1934 – Nasce Abimael Guzman Reynoso, o Presidente Gonzalo, maior marxista-leninista-maoista vivo na face da terra, chefatura do Partido Comunista do Peru (PCP) e da Revolução Peruana.

Antes professor universitário, o Presidente Gonzalo decide, em meados de 1965, dedicar-se exclusivamente ao Partido na clandestinidade e a desenvolver a fração vermelha marxista-leninista-pensamento mao tsetung que leva adiante a reconstituição do Partido, culminada no fim de 1979. Em 17 de maio de 1980, sob a sua direção, é desatada a guerra popular no Peru. Em 1992, o Presidente Gonzalo e parte do Comitê Central do PCP é detido, causando um revés ao processo revolucionário que, segundo a própria chefatura no famoso “discurso do cárcere”, deveria continuar desenvolvendo a Guerra Popular.

Foi no processo da guerra popular no Peru que o maoismo foi sintetizado como terceira, nova e superior etapa do marxismo. Além de sintetizar o maoismo, o Presidente Gonzalo legou aportes de validez universal para a revolução proletária mundial, tais como a necessidade da militarização do partido comunista e da construção concêntrica dos três instrumentos e a tese da necessidade da chefatura e do pensamento-guia na revolução de cada país.

O dia 3 de dezembro é também o Dia do Exército Guerrilheiro Popular (EGP). Foi nesta data, em 1979, durante a I Conferência Nacional dirigida pessoalmente pelo Presidente Gonzalo, que foram estabelecidos os pilares, estratégia e a tática, além da própria fundação do EGP.

NÃO SAIA AINDA… O jornal A Nova Democracia, nos seus mais de 18 anos de existência, manteve sua independência inalterada, denunciando e desmascarando o governo reacionário de FHC, oportunista do PT e agora, mais do que nunca, fazendo-o em meio à instauração do governo militar de fato surgido do golpe militar em curso, que através de uma análise científica prevíamos desde 2017.

Em todo esse tempo lutamos e trouxemos às claras as entranhas e maquinações do velho Estado brasileiro e das suas classes dominantes lacaias do imperialismo, em particular a atuação vil do latifúndio em nosso país.

Nunca recebemos um centavo de bancos ou partidos eleitoreiros. Todo nosso financiamento sempre partiu do apoio de nossos leitores, colaboradores e entusiastas da imprensa popular e democrática. Nesse contexto em que as lutas populares tendem a tomar novas proporções é mais do que nunca necessário e decisivo o seu apoio.

Se você acredita na Revolução Brasileira, apoie a imprensa que a ela serve - Clique Aqui

Edição impressa

Endereços

Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Avenida Rio Branco 257, SL 1308 
Centro - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: (21) 2256-6303
E-mail: [email protected]

Comitê de Apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro

E-mail: [email protected]om
Reuniões semanais de apoiadores
todo sábado, às 9h30

Seja um apoiador você também:
https://www.catarse.me/apoieoand

Expediente

Diretor Geral 
Fausto Arruda (licenciado)
Victor Costa Bellizia (provisório)

Editor-chefe 
Victor Costa Bellizia

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas (In memoriam)
Fausto Arruda
José Maria Galhasi de Oliveira
José Ramos Tinhorão (In memoriam)
Henrique Júdice
Matheus Magioli Cossa
Paulo Amaral 
Rosana Bond

Redação
Ana Lúcia Nunes
João Alves
Taís Souza
Gabriel Artur
Giovanna Maria
Victor Benjamin

Ilustração
Victor Benjamin