Polícia ataca o Jacarezinho em busca de vingança

A- A A+

Nos dias 6 e 7 de janeiro, moradores da favela do Jacarezinho foram mais uma vez vítimas da sede insaciável de sangue e vingança do velho Estado, agora sob a gerência de Wilson Witzel. Após a morte do soldado da PM Daniel Henrique Mariotti, morto na tarde de 05/01 em um assalto, policiais de várias delegacias da Polícia Civil, do Bope e da Core, invadiram o Jacarezinho na tarde de 06/01 em busca de vingança. Dois helicópteros deram apoio à ação disparando tiros a esmo contra a favela e deixando moradores em pânico.

Conteúdo exclusivo para assinantes do jornal A Nova Democracia
 

— Existe uma coisa chamada planejamento. O governo não pode mandar um helicóptero para metralhar do céu uma comunidade carente, sem critério, podendo acertar uma criança ou um trabalhador. Nós somos seres humanos e não gado. O governador é o culpado, pois ele é quem dá as cartas e todos sabemos que ele está cheio de sangue nos olhos. Já deu carta branca para a polícia fazer o que quiser aqui dentro — diz a moradora Giselle Lyne.

Além disso, a equipe de AND conversou com o presidente da associação de moradores do Jacarezinho, Leonardo Pimentel, que relatou inúmeros outros problemas causados pela ação da polícia em dois dias seguidos de operações.

— Foram mais de dez transformadores destruídos por disparos feitos pelos policiais. Com isso, praticamente todo o Jacarezinho está sem luz e não existe prazo para a realização dos reparos, pois a Light afirmou que não há um ambiente seguro para os técnicos trabalharem. Nossa vida aqui na favela já é miserável e ainda somos tratados como lixo pelo Estado — afirma o presidente da associação.

LEIA TAMBÉM

Edição impressa

Endereços

Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Rua Gal. Almério de Moura 302/4º andar
São Cristóvão - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: (21) 2256-6303
E-mail: anovademocracia@gmail.com

Comitê de apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro
Reuniões semanais de apoiadores
toda segunda-feira, às 18:45

Seja um apoiador você também!

Expediente

Diretor Geral 
Fausto Arruda

Editor-chefe 
Mário Lúcio de Paula
Jornalista Profissional
14332/MG

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas (In memoriam)
Fausto Arruda
José Maria Oliveira
José Ramos Tinhorão 
José Ricardo Prieto
Henrique Júdice
Hugo RC Souza
Mário Lúcio de Paula
Matheus Magioli
Montezuma Cruz
Paulo Amaral 
Rosana Bond

Redação 
Ellan Lustosa
Mário Lúcio de Paula
Patrick Granja