Filipinas: Exército comete atrocidades contra o povo

A- A A+

Em entrevistas dadas à imprensa ianque The Washington Post, membros de povos tribais, figuras religiosas, professores e ativistas que trabalham em Mindanao ou em outras regiões onde está presente a guerra popular acusam o velho Estado semicolonial filipino de uma série de abusos contra os direitos do povo.

Dondi Tawatao, Getty Images
Em resposta às atrocidades do Exército, povo se organiza com maoistas no Novo Exército do Povo (foto: Dondi Tawatao, Getty Images)
Em resposta às atrocidades do Exército, povo se organiza com maoistas no Novo Exército do Povo (foto)

Há relatos de sabotagem nas entregas de comida e medicamentos dentro dos vilarejos e trabalhos de grupos paramilitares que matam cidadãos filipinos que moram perto de zonas guerrilheiras, com a justificativa de que eles têm alguma ligação com o Novo Exército do Povo (NEP), dirigido pelo Partido Comunista das Filipinas (PCF).

Os moradores dessas áreas afirmam que se eles denunciarem as atrocidades feitas pelo Exército reacionário filipino do governo Duterte, ou se recusarem a colaborar com as empresas multinacionais de mineração da região, são imediatamente rotulados como “simpatizantes do comunismo” e muitas vezes levados para interrogatórios.

“Eu fui acusado de incitar um protesto, apenas porque estava visitando famílias que foram deslocadas de suas casas por conta de um ataque militar, fui levado para interrogatório.”, relata Raymond Ambray, um padre católico que trabalha em áreas de tribos indígenas.

LEIA TAMBÉM

Edição impressa

Endereços

Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Avenida Rio Branco 257, SL 1308 
Centro - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: (21) 2256-6303
E-mail: [email protected]

Comitê de apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro
Reuniões semanais de apoiadores
toda segunda-feira, às 18:45

Seja um apoiador você também:
https://www.catarse.me/apoieoand

Expediente

Diretor Geral 
Fausto Arruda

Editor-chefe 
Victor Costa

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas (In memoriam)
Fausto Arruda
José Maria Galhasi de Oliveira
José Ramos Tinhorão 
Henrique Júdice
Hugo RC Souza
Matheus Magioli Cossa
Montezuma Cruz
Paulo Amaral 
Rosana Bond

Redação 
Ana Lúcia Nunes
Rodrigo Duarte Baptista
Vinícios Oliveira

Ilustração
Taís Souza