Índia: 10 mil pessoas participam de encontro organizado pelo Partido Comunista da Índia (Maoista)

A- A A+

Em uma imensa demonstração de força, o Partido Comunista da Índia (Maoista) realizou um programa de atividades na área central da região de Bastar, no estado de Chhattisgarh, entre os dias 18 e 20 de junho. Durante o programa de três dias, também foi realizado uma reunião de cerca de 10 mil pessoas, além de uma discussão sobre o sucessor de Rammana, o secretário especial do Comitê Zonal Especial de Dandakaranya, que faleceu em dezembro de 2019.

O programa foi realizado em vilarejos na fronteira dos distritos de Sukma e Bijapur, e fontes disseram que os principais dirigentes maoistas estiveram presentes, incluindo o novo secretário-geral do PCI (Maoista), Nambala Keshav Rao, conhecido como Basavaraj. Chefes do 1º Batalhão do Exército Guerrilheiro Popular de Libertação (Mandavi Hidma, Kosa, Devji e Sujata) também participaram da reunião.

Guerra popular na Índia

O Diretor Geral de Polícia (DGP) de Chhattisgarh, DM Awasthi, disse ao jornal reacionário do monopólio, Hindustan Times, que as forças de repressão estariam investigando o encontro, sendo que os oficiais superiores da polícia de Bastar acreditam que, pela primeira vez depois cinco anos, mais um grande encontro das massas foi organizado pelos maoistas.

“Essa grande reunião foi convocada pela última vez pelos maoistas na aldeia de Potumpalli, em Sukma, em 2015. O encontro deste ano contou principalmente com a participação dos aldeões dos distritos de Sukma, Bijapur e Dantewada. Algumas pessoas de Narayanpur também estavam presentes nesta reunião”, disse um policial da região de Bastar. A população total desses três distritos é de cerca de 550 mil.

Outro policial informou que cerca de 300 maoístas armados e mais de 500 milícias jan (que apoiam os maoistas) foram destacados para proteger a área por três dias. “Sujatha, esposa do veterano dirigente maoista Ganpathy era a encarregada da segurança. Não temos fotos porque as pessoas não estavam autorizadas a manter telefones celulares na reunião”, disse o oficial.

“Uma mulher que participou da reunião nos disse que os dirigentes maoistas subiram ao palco na selva e estavam fazendo discursos sobre a história do maoismo e de Bastar. Eles também mostraram as armas saqueadas [das forças de repressão] e prestaram homenagem aos maoistas que morreram no passado recente. Esportes, dança e outras atividades culturais aconteceram no encontro”, disse um policial.

“Pouco antes da reunião, teve lugar uma discussão de alto nível sobre o sucessor do dirigente maoísta Ravula Srinivas, conhecido como Ramanna, que faleceu em dezembro de 2019 e era responsável pelo Comitê Zona Especial de Dandakaranya. Uma reunião de revisão da campanha contra-ofensiva tática, na qual os maoistas realizam ataques entre abril e julho de cada ano também aconteceu”, afirmou outro oficial reacionário.

O oficial disse ainda que havia três objetivos principais por trás da reunião: “Primeiro, enfatizar que os maoistas ainda governam as selvas de Bastar apesar da morte de Ramanna e levariam adiante seu legado. Em segundo lugar, mostrar a força de que os aldeões estão com eles e, em terceiro lugar, discutir sobre o sucessor de Ramanna. Os maoistas também exibiram as armas que saquearam no ataque de Minpa (distrito de Sukma), no qual 17 soldados [da reação] foram mortos em março deste ano”, disse o oficial.

A população de Bastar é de 1,5 milhão de pessoas. Há sete distritos na divisão de Bastar que incluem Kanker, Kondagaon, Jagdalpur, Dantewada, Sukma, Bijapur e Narayanpur.

Segundo estimativas da polícia, cerca de 4,5 mil quadros maoístas (de suas alas políticas e militares) vivem nas selvas de Bastar. Mais de 200 mil pessoas, incluindo mulheres e crianças em Bastar são membros do PCI (Maoista).

Edição impressa

Endereços

Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Rua Gal. Almério de Moura 302/4º andar
São Cristóvão - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: (21) 2256-6303
E-mail: [email protected]

Comitê de apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro
Reuniões semanais de apoiadores
toda segunda-feira, às 18:45

Seja um apoiador você também!

Expediente

Diretor Geral 
Fausto Arruda

Editor-chefe 
Matheus Magioli Cossa

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas (In memoriam)
Fausto Arruda
José Maria Galhasi de Oliveira
José Ramos Tinhorão 
José Ricardo Prieto
Henrique Júdice
Hugo RC Souza
Matheus Magioli Cossa
Montezuma Cruz
Paulo Amaral 
Rosana Bond

Redação 
Matheus Magioli Cossa
Ana Lúcia Nunes
Matheus Magioli
Rodrigo Duarte Baptista
Vinícios Oliveira