Índia: EGPL realiza série de ações ao fim de 2020

Durante os últimos dias de 2020 o Exército Guerrilheiro Popular de Libertação (EGPL), dirigido pelo Partido Comunista da Índia PCI (Maoista), empreendeu uma série de ações armadas contra membros da reação indiana.

Seguindo a cronologia dos fatos, em 21 de dezembro, uma Greve Geral convocada pelo PCI (Maoista) foi realizada no distrito de Malkangiri, no estado de Odisha. A greve foi uma forma de denunciar as execuções de dois membros do EGPL assassinados por forças reacionárias, no dia 12/12, na floresta de Singavaram. Os maoistas denunciam que tal ação não passou de execuções sumárias travestidas pelas autoridades reacionárias como baixas em “combate”.

Foto: Banco de Dados AND.

No dia 23/12, de acordo com o jornal do monopólio de imprensa indiano Times of India, um informante da polícia foi morto por combatentes do EGPL, na vila de Vangarai, distrito de Vishakhapatnam, no estado de Andhra Pradesh. Segundo o jornal, os guerrilheiros adentraram a vila com cerca de 30 a 40 combatentes para capturar o informante. De acordo com as regras dos governos populares locais (novo Poder) todo informante passa por um tribunal popular, em que é oferecido ao indivíduo o direito de se defender e, às massas, o de julgá-lo.

Em 24/12, moradores da aldeia de Parvatpur, no distrito de Giridih, estado Jharkhand, protestaram contra o estabelecimento de um acampamento policial na região. Armados com ferramentas de trabalho, os camponeses gritaram palavras de ordem contra os policiais.

No dia 28/12, veículos de imprensa indianos noticiaram que vários cartazes e faixas foram encontrados pendurados, assim como estradas foram bloqueadas no distrito de Kandhamal, em Odisha, como parte da Greve Geral convocada pelo PCI (Maoista).

Já em 30/12, um membro do exército reacionário indiano ficou ferido após ser atingido por um explosivo plantado pelo EGPL, no distrito de Bijapur, estado de Chhattisgarh. Segundo a polícia, a detonação aconteceu quando o indivíduo tentava desarmar o dispositivo. Ainda no mesmo dia, um espião da polícia foi morto próximo a vila de Tumdikasa, no distrito de Raipur, também no estado de Chhattisgarh.

Edição impressa

Endereços

Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Avenida Rio Branco 257, SL 1308 
Centro - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: (21) 2256-6303
E-mail: [email protected]

Comitê de apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro
Reuniões semanais de apoiadores
toda segunda-feira, às 18:45

Seja um apoiador você também:
https://www.catarse.me/apoieoand

Expediente

Diretor Geral 
Fausto Arruda (licenciado)
Victor Costa Bellizia (provisório)

Editor-chefe 
Victor Costa Bellizia

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas (In memoriam)
Fausto Arruda
José Maria Galhasi de Oliveira
José Ramos Tinhorão 
Henrique Júdice
Matheus Magioli Cossa
Paulo Amaral 
Rosana Bond

Redação
Ana Lúcia Nunes
João Alves
Paula Montenegro
Taís Souza
Rodrigo Duarte Baptista
Victor Benjamin

Ilustração
Paula Montenegro