Uma causa, uma vida

A- A A+

Zona da Mata mineira, Itaperuçu, distrito de Palma. No dia 20 de janeiro de 1914 nasce Ricarte Sarandi, em uma família camponesa que totalizava 22 irmãos.

A propriedade paterna de cem alqueires se tornou pequena para tão grande família, mas foi o avanço do latifúndio que os expulsou para a cidade. Aos dezesseis anos, já em Juiz de Fora, Sarandi trabalha como marceneiro e, através da União Operária ingressa, junto com o pai e outros 4 irmãos, no Partido Comunista do Brasil. Teve a honra de militar na juventude comunista ao lado do bravo Maurício Grabois.

Em 1935, durante o levante popular, foi preso (uma de suas 20 prisões políticas), primeiramente na Casa de Detenção, onde conheceu Olga Benário em seu período de prisioneira da polícia fascista de Getúlio Vargas/Filinto Muller. Em seguida, foi transferido ao campo de concentração da Ilha Grande, onde não abandonou a combatividade.

Libertado em 1940, casou-se e teve um filha. Alfabetizou operários durante a construção de Brasília, trabalhou na construção da Compania Siderúrgica Nacional, em Volta Redonda. Foi ainda pedreiro, carpinteiro, padeiro, mecânico, marceneiro, enfermeiro (formado em 1963, em Goiânia) e professor de história, sempre conciliando a atividade profissional com a incansável ação revolucionária.

Em 1964, exercendo a função de professor de história em Brasília, foi interrogado pelos militares contra-revolucionários, juntamente com outros funcionários públicos, e impedido de lecionar. Continuou em Brasília até 1977, quando retornou para Juiz de Fora.

Lúcido, em agosto de 2003, aos 91 anos, Sarandi deu, entrevista ao AND, onde contou a sua história, que se confunde com a do Brasil.

Sem dúvida um exemplo para todos que desejam um Brasil liberto.

Faleceu em 2 de junho de 2005, em Juiz de Fora, com a certeza de que "Pregar Socialismo com eleição é querer enganar, disso eu tenho certeza!"

Endereços

Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Rua Gal. Almério de Moura 302/4º andar
São Cristóvão - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: (21) 2256-6303

Comitê de apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro
Tel.: (11) 3104-8537

Reuniões semanais de apoiadores
toda segunda-feira, às 18:45

Seja um apoiador você também!

EXPEDIENTE

Diretor Geral 
Fausto Arruda

Editor-chefe 
Mário Lúcio de Paula
Jornalista Profissional
14332/MG

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas
Fausto Arruda 
José Maria Oliveira
José Ramos Tinhorão 
José Ricardo Prieto 
Henrique Júdice
Hugo RC Souza
Mário Lúcio de Paula
Matheus Magioli
Montezuma Cruz
Paulo Amaral 
Rosana Bond 
Sebastião Rodrigues
Vera Malaguti Batista

Redação 
Ellan Lustosa
Mário Lúcio de Paula
Patrick Granja

A imprensa democrática e popular depende do seu apoio

Leia, divulgue e conheça. Deixe seu nome e e-mail para se manter informado
Please wait