Reitoria da UFMG é ocupada após ação da PM

http://www.anovademocracia.com.br/42/02.jpgMais de 300 estudantes ocuparam a reitoria da UFMG às 14 horas do dia 7 de abril (segunda-feira) em repúdio às barbaridades cometidas pela PM contra estudantes que realizavam um debate, no dia 3 de abril, com exibição de um vídeo sobre a descriminalização da maconha. A Polícia Militar entrou no Campus, como se realizasse verdadeira operação militar, com grande efetivo e helicóptero sobrevoando, cercou o prédio do IGC, agrediu vários estudantes e prendeu um estudante que foi arrastado e algemado de forma violenta pelos policiais.

A vicereitora Heloisa Starling, que responde pela reitoria na ausência do Reitor Ronaldo Penha, afirmou que não sabe quem autorizou a entrada da PM no campus. No entanto, segundo informações dadas por ela própria em outras ocasiões, existe um convênio entre a UFMG e a Polícia Militar desde 2005, que foi renovado recentemente por esta gestão, mas a PM só pode entrar no campus mediante prévia autorização.

No mesmo dia da ocupação a Secretaria de Estado de Defesa Social (Seds) do governo de Minas publicou uma nota oficial onde declara: "A Polícia Militar de Minas Gerais foi acionada na quinta-feira (03/04) por funcionário da Divisão de Segurança da UFMG, conforme consta em Relatório de Ocorrência daquela divisão, solicitando comparecimento ao campus localizado na Pampulha, em Belo Horizonte. A solicitação, feita por telefone, foi atendida por policiais que realizavam ronda interna no campus em função de convênio que a UF MG mantém com a PMMG.", e "No Ofício nº 086/2008, assinado pela diretora do IGC da UFMG, professora Cristina Helena Augustin, a diretora não autoriza o evento e pede e obtém autorização da vice-reitoria da universidade para o reforço de segurança interna. A documentação mencionada encontra-se à disposição para consulta." Ou seja, segundo a Polícia Militar a autorização foi dada pela própria Vice-Reitora Heloisa Starling que mente dizendo não saber quem autorizou.

http://www.anovademocracia.com.br/42/02c.jpgOs estudantes reivindicam a mais ampla liberdade de organização, expressão e manifestações políticas e culturais dos estudantes dentro do campus. Exigimos o fim desta prática repressiva e intimidatória da reitoria em relação ao movimento estudantil na UFMG, o fim dos processos contra sete estudantes que participavam do movimento "Pulacatraca" no bandejão no ano passado e também o fim do convênio PM — UFMG, que permite ação da Polícia Militar dentro do campus.
A reitoria se manteve intransigente em relação às principais reivindicações dos estudantes sob a alegação de que não tem autonomia para atendê-las, que somente o Conselho Universitário tem poderes para colocar fim nos processos administrativos movidos contra o movimento estudantil e neste convênio repressivo UFMG/PM.

Os estudantes se retiraram da reitoria no dia 10 de abril e constituíram um comando de luta pela democratização da universidade, que deve continuar debatendo e encaminhando as reivindicações do corpo discente.

NÃO SAIA AINDA… O jornal A Nova Democracia, nos seus mais de 18 anos de existência, manteve sua independência inalterada, denunciando e desmascarando o governo reacionário de FHC, oportunista do PT e agora, mais do que nunca, fazendo-o em meio à instauração do governo militar de fato surgido do golpe militar em curso, que através de uma análise científica prevíamos desde 2017.

Em todo esse tempo lutamos e trouxemos às claras as entranhas e maquinações do velho Estado brasileiro e das suas classes dominantes lacaias do imperialismo, em particular a atuação vil do latifúndio em nosso país.

Nunca recebemos um centavo de bancos ou partidos eleitoreiros. Todo nosso financiamento sempre partiu do apoio de nossos leitores, colaboradores e entusiastas da imprensa popular e democrática. Nesse contexto em que as lutas populares tendem a tomar novas proporções é mais do que nunca necessário e decisivo o seu apoio.

Se você acredita na Revolução Brasileira, apoie a imprensa que a ela serve - Clique Aqui

Edição impressa

Endereços

Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Avenida Rio Branco 257, SL 1308 
Centro - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: (21) 2256-6303
E-mail: [email protected]

Comitê de Apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro

E-mail: [email protected]om
Reuniões semanais de apoiadores
todo sábado, às 9h30

Seja um apoiador você também:
https://www.catarse.me/apoieoand

Expediente

Diretor Geral 
Fausto Arruda (licenciado)
Victor Costa Bellizia (provisório)

Editor-chefe 
Victor Costa Bellizia

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas (In memoriam)
Fausto Arruda
José Maria Galhasi de Oliveira
José Ramos Tinhorão (In memoriam)
Henrique Júdice
Matheus Magioli Cossa
Paulo Amaral 
Rosana Bond

Redação
Ana Lúcia Nunes
João Alves
Taís Souza
Gabriel Artur
Giovanna Maria
Victor Benjamin

Ilustração
Victor Benjamin