Os outros gorilas

O canal de TV National Geographic é excelente quando o assunto é estudar plantas, animais, insetos, vida marinha, enfim, a natureza em geral. Sua equipe de documentaristas é da mais alta qualidade. O mesmo não sucede quando o assunto é "o ser humano vivendo em sociedade", aí quem analisam são outros. Na minissérie da emissora Desvendando América Latina conduzida por Álvaro Vargas Llosa (filho do escritor peruano, cujo currículo ostenta o prêmio Jovem Líder Global outorgado pelo Foro Econômico Mundial em Davos, Suíça), vemos que o compromisso não é com a investigação científica.

No desvendado atribui-se como inimiga do progresso da América Latina a nossa admiração por caudilhos, uma fé tribal precisada sempre de seguir ao bruxo da aldeia.

Aparece com destaque nosso entrevistado (AND 45) Martín Almada que explica como conseguiu revelar os arquivos da Operação Condor. Como num efeito especial o 'documentário' consegue falar do Condor junto a Almada sem um único momento citar a CIA nem o USA, seus grandes patrocinadores. Na vida real o doutor Almada não deixa de dizer isto até por que tem toneladas de documentos que o provam. O programa fala das ditaduras que participaram do Condor como a de Pinochet, mas ressalta outra muito pior: a de Fidel Castro. E sobre Cuba, ainda destaca a luta das Damas de Blanco. Para quem não ouviu falar, estas senhoras são, em sua maioria, familiares de presos acusados de promover atentados a mando da máfia de Miami. Usam uma vestimenta e um discurso que pretende se mimetizar com as Mães da Praça de Maio.  Estas, as verdadeiras, já reclamaram, disseram que entendem o sentimento de quem tem um familiar preso, mas que não admitem comparações por que seus filhos morreram lutando justamente contra o que os parentes das Damas apóiam.

Mas a estrela do programa é outra. O estadista que tem a solução para os problemas da América Latina é ninguém menos que nosso Fernando Henrique Cardoso. Ele aparece glorificando os benefícios da globalização, do estado mínimo e do neoliberalismo. Os documentários de verdade não têm data de validade. Este panfleto rapidamente a história se ocupou de liquidar.

NÃO SAIA AINDA… O jornal A Nova Democracia, nos seus mais de 18 anos de existência, manteve sua independência inalterada, denunciando e desmascarando o governo reacionário de FHC, oportunista do PT e agora, mais do que nunca, fazendo-o em meio à instauração do governo militar de fato surgido do golpe militar em curso, que através de uma análise científica prevíamos desde 2017.

Em todo esse tempo lutamos e trouxemos às claras as entranhas e maquinações do velho Estado brasileiro e das suas classes dominantes lacaias do imperialismo, em particular a atuação vil do latifúndio em nosso país.

Nunca recebemos um centavo de bancos ou partidos eleitoreiros. Todo nosso financiamento sempre partiu do apoio de nossos leitores, colaboradores e entusiastas da imprensa popular e democrática. Nesse contexto em que as lutas populares tendem a tomar novas proporções é mais do que nunca necessário e decisivo o seu apoio.

Se você acredita na Revolução Brasileira, apoie a imprensa que a ela serve - Clique Aqui

LEIA TAMBÉM

Edição impressa

Endereços

Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Avenida Rio Branco 257, SL 1308 
Centro - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: (21) 2256-6303
E-mail: [email protected]

Comitê de Apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro
Reuniões semanais de apoiadores
todo sábado, às 9h30

Seja um apoiador você também:
https://www.catarse.me/apoieoand

Expediente

Diretor Geral 
Fausto Arruda (licenciado)
Victor Costa Bellizia (provisório)

Editor-chefe 
Victor Costa Bellizia

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas (In memoriam)
Fausto Arruda
José Maria Galhasi de Oliveira
José Ramos Tinhorão 
Henrique Júdice
Matheus Magioli Cossa
Paulo Amaral 
Rosana Bond

Redação
Ana Lúcia Nunes
João Alves
Taís Souza
Gabriel Artur
Giovanna Maria
Victor Benjamin

Ilustração
Victor Benjamin