Povo Perde Eris Cabrera, grande revolucionário paraguaio

Faleceu em setembro último o secretário-geral do Movimento Popular Revolucionário Paraguay Piahura, Eris Cabrera, que nasceu em 2 de agosto de 1958, na cidade de Piribebuy, crescendo nesta zona onde, nos anos 60 e 70, se desenvolveram as experiências das Ligas Agrárias Camponesas e a Comuna Guerrilheira Mariscal López, liderada pelo comandante Agapito Valiente. Sua consciência de classe floresceu nesse período, avançou e se transformou em ideais revolucionários, surpreendendo Eris ainda estudante.

Em 1977, juntamente com outros dirigentes metalúrgicos, Cabrera, agora operário, fundou o Sindicato Nacional de Operários e Metalúrgicos (Sinoma), que em plena ditadura stronista, organizou intensas jornadas de lutas, greves e outras mobilizações. Na década de 80 cria-se a Coordenadoria de Solidariedade Sindical Camponesa (CSSC), que se constituiu no atual Movimento Popular Revolucionário Paraguay Pyahura (MPR PP). A maior parte deste processo de constituição do movimento foi realizado sob a direção e liderança de Eris Cabrera, que sempre se sobressaiu pela sua dedicação, elaboração e clareza política nas diferentes ações e táticas de luta. Seu pensamento e sua militância estiveram permanentemente a serviço da luta do povo trabalhador paraguaio.

A tríplice fronteira, chave da estratégia ianque

Há um ano, os poderes imperiais decidiram pela política de instigar rivalidades e a levantar suspeitas sobre a vida dos povos irmãos na região da Três Fronteiras, afirmando descaradamente que naquele ponto onde se encontram, e vivem, três povos irmãos latino-americanos, é um enclave do "terrorismo internacional". Victor Hugo Ducrot, do periódico Liberación, é preciso ao afirmar que a verdadeira intenção dos USA é o de exercer absoluto controle sobre o ponto que une Argentina, Brasil e Paraguai, fincando uma base de operações militares para desenvolver atividades estratégicas de dominação.

A patranha do Departamento de Estado ianque pretende criar em Puerto Iguaçu, Foz do Iguaçu, e Cidade del Este (Argentina, Brasil e Paraguai, respectivamente) a imagem de um foco de correntes islâmicas extremistas e que organizações ali se instalaram, ainda que os USA não tenha se dado ao trabalho de apresentar uma única prova do que dizem. Por outro lado, é sabido que a maior organização terrorista do mundo (o CIA) mantém escritórios atuantes encravados em vários pontos dos territórios nacionais do Brasil, Argentina, do Paraguai e, praticamente, em todos os países do mundo.

Há um ano, havia chegado ao Paraguai um ianque ostentando o ridículo título profissional de "coordenador antiterrorista" — um tal Francis Taylor. Quase doze meses depois, aparece uma missão de legisladores ianques no Paraguai. Bisbilhota, pede informações e, finalmente, decreta: há um ninho de terroristas nas Três Fronteiras. Imediatamente 15.000 habitantes de origem árabe são considerados suspeitos de fanáticos e sabotadores. Outros "visitantes" sucederam Francis, e mencionam a existência de células adormecidas do terrorismo na localidade.

NÃO SAIA AINDA… O jornal A Nova Democracia, nos seus mais de 18 anos de existência, manteve sua independência inalterada, denunciando e desmascarando o governo reacionário de FHC, oportunista do PT e agora, mais do que nunca, fazendo-o em meio à instauração do governo militar de fato surgido do golpe militar em curso, que através de uma análise científica prevíamos desde 2017.

Em todo esse tempo lutamos e trouxemos às claras as entranhas e maquinações do velho Estado brasileiro e das suas classes dominantes lacaias do imperialismo, em particular a atuação vil do latifúndio em nosso país.

Nunca recebemos um centavo de bancos ou partidos eleitoreiros. Todo nosso financiamento sempre partiu do apoio de nossos leitores, colaboradores e entusiastas da imprensa popular e democrática. Nesse contexto em que as lutas populares tendem a tomar novas proporções é mais do que nunca necessário e decisivo o seu apoio.

Se você acredita na Revolução Brasileira, apoie a imprensa que a ela serve - Clique Aqui

Edição impressa

Endereços

Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Avenida Rio Branco 257, SL 1308 
Centro - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: (21) 2256-6303
E-mail: [email protected]

Comitê de apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro
Reuniões semanais de apoiadores
toda segunda-feira, às 18:45

Seja um apoiador você também:
https://www.catarse.me/apoieoand

Expediente

Diretor Geral 
Fausto Arruda (licenciado)
Victor Costa Bellizia (provisório)

Editor-chefe 
Victor Costa Bellizia

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas (In memoriam)
Fausto Arruda
José Maria Galhasi de Oliveira
José Ramos Tinhorão 
Henrique Júdice
Matheus Magioli Cossa
Paulo Amaral 
Rosana Bond

Redação
Ana Lúcia Nunes
João Alves
Paula Montenegro
Taís Souza
Rodrigo Duarte Baptista
Victor Benjamin

Ilustração
Paula Montenegro