Avança a Revolução Agrária

Camponeses destroem latifúndio e tomam posse dos seus lotes

http://www.anovademocracia.com.br/50/11c.jpg
Camponeses desfilam triunfantes em Jacinópolis

No primeiro dia do ano as famílias que vivem e trabalham no acampamento José e Nélio, próximo a Jacinópolis, distrito do município de Nova Mamoré — RO, realizaram a cerimônia de entrega dos títulos da terra aos camponeses da área. Desde 2007 as 60 famílias tomaram as terras do latifúndio Condor, transformando aquelas terras que serviam apenas como pasto e capoeira em terras produtivas.

Organizados pela Liga dos Camponeses Pobres — LCP, respondendo ao chamado da Revolução Agrária que vem promovendo transformações radicais no campo do estado de Rondônia e em todo o país onde se organiza o movimento camponês combativo, aquelas famílias não aguardaram a "reforma agrária" do governo, cortaram os lotes por conta própria e organizaram os Grupos de Ajuda Mútua para realizarem os trabalhos de limpeza do terreno, construção de estradas, pontes, casas e plantio.

"Hoje todas as famílias possuem casas e uma grande produção de arroz, milho, banana e mais de 60 mil pés de café plantados. Não existe mais fome. Na cerimônia as famílias estampavam no sorriso a alegria pelo resultado de sua luta e resistência nas terras, a Assembléia do Poder Popular e o Comitê de Defesa da Revolução Agrária entregaram a cada família um título de posse das terras que é reconhecido pelos moradores da área.

Este é um dos princípios da Assembléia do Poder Popular: o de que o povo deve decidir sobre todos os assuntos."— anunciou o site Resistência Camponesa.

Estiveram presentes na cerimônia de entrega dos lotes a Comissão Nacional das Ligas de Camponeses Pobres, camponeses de outras áreas, professores e pequenos comerciantes. Após a realização da cerimônia, os camponeses organizados em uma animada e combativa passeata, foram até o distrito de Jacinópolis, munidos de faixas e bandeiras vermelhas da LCP, propagandear a vitória coletiva e divulgar a preparação de novas tomadas de terra.

NÃO SAIA AINDA… O jornal A Nova Democracia, nos seus mais de 18 anos de existência, manteve sua independência inalterada, denunciando e desmascarando o governo reacionário de FHC, oportunista do PT e agora, mais do que nunca, fazendo-o em meio à instauração do governo militar de fato surgido do golpe militar em curso, que através de uma análise científica prevíamos desde 2017.

Em todo esse tempo lutamos e trouxemos às claras as entranhas e maquinações do velho Estado brasileiro e das suas classes dominantes lacaias do imperialismo, em particular a atuação vil do latifúndio em nosso país.

Nunca recebemos um centavo de bancos ou partidos eleitoreiros. Todo nosso financiamento sempre partiu do apoio de nossos leitores, colaboradores e entusiastas da imprensa popular e democrática. Nesse contexto em que as lutas populares tendem a tomar novas proporções é mais do que nunca necessário e decisivo o seu apoio.

Se você acredita na Revolução Brasileira, apoie a imprensa que a ela serve - Clique Aqui

Edição impressa

Endereços

Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Avenida Rio Branco 257, SL 1308 
Centro - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: (21) 2256-6303
E-mail: [email protected]

Comitê de Apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro

E-mail: [email protected]om
Reuniões semanais de apoiadores
todo sábado, às 9h30

Seja um apoiador você também:
https://www.catarse.me/apoieoand

Expediente

Diretor Geral 
Fausto Arruda (licenciado)
Victor Costa Bellizia (provisório)

Editor-chefe 
Victor Costa Bellizia

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas (In memoriam)
Fausto Arruda
José Maria Galhasi de Oliveira
José Ramos Tinhorão (In memoriam)
Henrique Júdice
Matheus Magioli Cossa
Paulo Amaral 
Rosana Bond

Redação
Ana Lúcia Nunes
João Alves
Taís Souza
Gabriel Artur
Giovanna Maria
Victor Benjamin

Ilustração
Victor Benjamin