Em São Gonçalo, prefeitura ataca motoristas de vans

A- A A+

Lei antipovo tira de motoristas de vans o direito de trabalhar...

Uma lei antipovo aprovada pela câmara de vereadores de São Gonçalo coibiu o transporte feito por vans no município, deixando cerca de 500 motoristas proibidos de trabalhar. Depois da repressão a mais de mil trabalhadores que operavam os itinerários intermunicipais, motoristas que fazem o transporte em um único município tiveram o seu direito ao trabalho criminalizado pela gerência municipal, o que há tempos está na ordem do dia de Eduardo Paes para a cidade do Rio de Janeiro.

Por trás da lei, e a exemplo do que acontece na capital fluminense, percebe-se claramente a intenção da prefeitura de São Gonçalo em favorecer a máfia das empresas de ônibus, já convocada para abarrotar as ruas da cidade e suprir o buraco causado pela proibição à circulação das vans.

Em protesto, no dia 4 de outubro, o motorista e presidente da Cooperativa de Transporte Alternativo do Gradim e Pontal — Coopergral, Francisco Pereira, de 44 anos, se acorrentou ao próprio micro-ônibus. No dia seguinte, outros motoristas ocuparam o bairro Gradim, onde mora a prefeita Aparecida Panisset, para exigir a revogação da lei.

— Nós tínhamos garantias de que as vans regularizadas poderiam circular sem problemas. Muitos, como eu, compraram veículos novos e gastaram muito dinheiro para legalizá-los. Agora, o que vamos fazer? — pergunta Ferreira.


... que protestam ocupando o bairro do Gradim para exigir a revogação da lei
LEIA TAMBÉM

Edição impressa

Endereços

Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Avenida Rio Branco 257, SL 1308 
Centro - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: (21) 2256-6303
E-mail: [email protected]

Comitê de apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro
Reuniões semanais de apoiadores
toda segunda-feira, às 18:45

Seja um apoiador você também:
https://www.catarse.me/apoieoand

Expediente

Diretor Geral 
Fausto Arruda

Editor-chefe 
Fausto Arruda

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas (In memoriam)
Fausto Arruda
José Maria Galhasi de Oliveira
José Ramos Tinhorão 
Henrique Júdice
Hugo RC Souza
Matheus Magioli Cossa
Montezuma Cruz
Paulo Amaral 
Rosana Bond

Redação 
Ana Lúcia Nunes
Rodrigo Duarte Baptista
Vinícios Oliveira

Ilustração
Taís Souza