Primeiras iniciativas da campanha de finanças de AND

Respondendo ao primeiro chamado de A Nova Democracia para a campanha de finanças, comitês de apoio, leitores e colaboradores do jornal se mobilizaram para organizar atividades em todo o país.

A direção do jornal no Rio de Janeiro transmitiu orientações a todos os comitês, divulgou a campanha no blog da redação com um chamamento especial em vídeo de Rosana Bond, jornalista responsável de AND, conclamando todos a poiar à imprensa democrática e popular.

Foram criados mecanismos digitais na página de AND na internet para facilitar ao máximo o pagamento das assinaturas e dos depósitos de apoio ao jornal. Agora, para contribuir pela internet basta clicar no banner da campanha de apoio e procurar o mecanismo “pagseguro” escolher o valor e preencher os dados. O pagamento pode ser feito por transferência bancária, cartão de crédito ou por boleto que pode ser pago em qualquer agência bancária.

De forma centralizada, a direção do jornal pediu que todos os comitês de apoio enviassem os planos e metas de cada região do país para a redação do jornal para que publicássemos, mês a mês, o empenho nacional de AND para conquistar o montante de R$ 20.000,00.

Os primeiros planejamentos e manifestações de apoio já chegaram ao jornal, recebidas com grande entusiasmo por AND .

Rolim de Moura
Zona da mata de Rondônia

Os companheiros do comitê de Rolim de Moura fazem a divulgação do jornal não só nessa cidade, mas também em outros três municípios do seu entorno.

As metas do comitê:

  • Conquistar 15 assinaturas.
  • Dobrar a venda de jornais — Atualmente o comitê recebe 30 jornais para venda direta. Em média são vendidos 50%. O comitê solicita à direção de AND que passe a enviar 80 jornais mensais para ampliar a sua venda e divulgação.

Método proposto para a campanha:

1. Campanha de divulgação e propaganda em escolas e Universidades;

2. Utilização de edições passadas do jornal e elaboração de um panfleto com o chamamento para campanha de finanças do AND e ampla distribuição desses materiais em locais de concentração de trabalhadores e estudantes.

Belo Horizonte
Minas Gerais

As metas do comitê:

  • Arrecadar R$3.000,000 até a data de conclusão da campanha de arrecadação (31 de dezembro).

Método proposto para a campanha:

Atingir esse valor através de assinaturas, principalmente a de Apoio I (R$200).

O comitê debateu a necessidade de intensificar o trabalho de agitação, principalmente em meio aos operários da região industrial da cidade. A primeira brigada de agitação do comitê teve uma exitosa experiência, no mês de outubro, com uma agitação e distribuição gratuita de números atrasados em frente à Mannesman, uma das mais importantes metalúrgicas do país. Outras brigadas se repetirão em outras regiões da cidade.

Curitiba
Paraná

Metas do comitê:

  • Renovar 10 assinaturas vencidas de modo que sejam assinaturas de apoio, I, II ou III.

Fortaleza
Ceará

Metas do comitê:

  • Arrecadar R$1.500,00 até a conclusão da campanha.

Rio de janeiro
Capital (meta da redação de AND)

Apesar de na capital existir um comitê de apoio, o corpo da redação de AND decidiu também estabelecer uma meta para todos que trabalham no jornal.

Metas da redação:

  • Arrecadar R$ 7.000,00 até a conclusão da campanha

Método proposto para a campanha:

Foi elaborada uma lista extensa de colaboradores, artistas, personalidades democráticas, entrevistados pelo jornal, entre outros. Esta lista, que possui mais de 60 nomes fica exposta na redação do jornal e diante de cada nome de pessoa a ser procurada para a campanha, está o nome da pessoa responsável por procurá-la. A nossa primeira iniciativa foi muito motivadora: um apoiador da baixada fluminense se dispôs a contribuir, definitivamente e não somente durante essa campanha, com R$ 500,00 reais todos os meses! Outras pessoas procuradas já manifestaram que irão fazer depósitos no início do mês de novembro.

São Paulo
Capital

O comitê de apoio ainda não enviou sua meta de arrecadação e o planejamento da campanha, mas já começou a implementá-la. Em meados de outubro o comitê encaminhou a quantia correspondente a 3 assinaturas de apoio I, totalizando R$600,00.

Romper com a defensiva e o acanhamento e lançar-se com entusiasmo na campanha

Essas primeiras iniciativas de nossa campanha de finanças são ao mesmo tempo estimulantes, mas demonstram ainda que temos muito o que avançar.

Nesse curto espaço de tempo aumentou a procura espontânea de leitores por livros do nosso catálogo e até mesmo para apoiar o jornal sem mesmo que tivessem sido procurados, como foi o caso do leitor Hugo Moreno que entrou em contato com a redação no dia 20 de outubro, enviando-nos a seguinte mensagem:

“Estimados companheiros, sou orgulhoso assinante de seu combativo jornal, só que faz dois meses que não o recebo. Longe estou de reclamar. Gosto demais desse jornal, aliás, eu leio ele na internet. Mas vou enviar novamente meu endereço para vocês.
A forma que eu tenho de ajudar na sua campanha de finanças e contribuir para a leitura de seu jornal é depositar o valor de cinco números e o valor do correio e esperar o envio para Vitória.
Um abraço de alguém que quer servir de alguma forma à causa do povo brasileiro.
Hugo Moreno
Vitória – ES

Mas apesar de todas as manifestações de apreço que temos recebido, ainda percebemos que entre nossos companheiros, que de forma abnegada e voluntária abraçam nossos comitês de apoio, percebemos que ainda existe uma certa dúvida sobre a importância de AND como veículo da imprensa popular e democrática ou mesmo um certo acanhamento. Portanto, a direção do jornal, felicitando as nossas primeiras iniciativas, chama todos os comitês de apoio para redobrarem seu ímpeto, se atirarem com ousadia para o cumprimento das metas, desafiando as dificuldades e conquistando os R$ 20.000,00 necessários para seguirmos avançando o nosso trabalho.

E que as sábias palavras do presidente Mao Tsetung sirvam de suporte para nossa empreitada: O que necessitamos é um estado de ânimo entusiasta porém sereno, um trabalho intenso porém ordenado.

Saudações a todos os apoiadores de AND!

Todos à campanha de finanças!

{mosloadposition pagseg}

NÃO SAIA AINDA… O jornal A Nova Democracia, nos seus mais de 18 anos de existência, manteve sua independência inalterada, denunciando e desmascarando o governo reacionário de FHC, oportunista do PT e agora, mais do que nunca, fazendo-o em meio à instauração do governo militar de fato surgido do golpe militar em curso, que através de uma análise científica prevíamos desde 2017.

Em todo esse tempo lutamos e trouxemos às claras as entranhas e maquinações do velho Estado brasileiro e das suas classes dominantes lacaias do imperialismo, em particular a atuação vil do latifúndio em nosso país.

Nunca recebemos um centavo de bancos ou partidos eleitoreiros. Todo nosso financiamento sempre partiu do apoio de nossos leitores, colaboradores e entusiastas da imprensa popular e democrática. Nesse contexto em que as lutas populares tendem a tomar novas proporções é mais do que nunca necessário e decisivo o seu apoio.

Se você acredita na Revolução Brasileira, apoie a imprensa que a ela serve - Clique Aqui

Edição impressa

Endereços

Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Avenida Rio Branco 257, SL 1308 
Centro - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: (21) 2256-6303
E-mail: [email protected]

Comitê de Apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro

E-mail: [email protected]om
Reuniões semanais de apoiadores
todo sábado, às 9h30

Seja um apoiador você também:
https://www.catarse.me/apoieoand

Expediente

Diretor Geral 
Fausto Arruda (licenciado)
Victor Costa Bellizia (provisório)

Editor-chefe 
Victor Costa Bellizia

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas (In memoriam)
Fausto Arruda
José Maria Galhasi de Oliveira
José Ramos Tinhorão (In memoriam)
Henrique Júdice
Matheus Magioli Cossa
Paulo Amaral 
Rosana Bond

Redação
Ana Lúcia Nunes
João Alves
Taís Souza
Gabriel Artur
Giovanna Maria
Victor Benjamin

Ilustração
Victor Benjamin