Agrava-se a concentração em setores estratégicos

A- A A+

Em 2009, os monopólios cresceram e avançaram sobre os quatro cantos do mundo como medida desesperada para sobreviver à crise capitalista de superprodução. São transnacionais dos setores químico, tecnológico, de telecomunicações, petrolífero, saúde, automobilístico e outros que começam o ano de 2010 muito maiores do que eram no início de 2009. Empresas gigantes como Exxon, IBM e Telefónica – velhas algozes da classe trabalhadora – aumentaram seus tentáculos. Não obstante, cada grande fusão ou aquisição anunciada deve ser entendida como um espasmo do capital agonizante.

Além disso, a absorção de empresas menores ou equivalentes do mesmo ramo pelos peixes grandes desmoraliza a profilaxia liberal da concorrência capitalista como remédio para todos os males sobre a Terra, deixando à mostra que os monopólios são colossos imperialistas no caminho do inevitável desmoronamento, do alto de todas as suas fusões e aquisições feitas em busca de sobrevida.

A sanha monopolista também foi observada entre grandes empresas baseadas no Brasil: no setor alimentício, a JBS-Friboi abocanhou a Bertin pela bagatela de R$ 27 bilhões, e a Perdigão pagou R$ 21 bilhões pela Sadia; na área de saúde, a Amil comprou a Medial; no varejo, o grupo Pão de Açúcar incorporou o Ponto Frio e as Casas Bahia; No setor bancário, o Bradesco desembolsou R$ 1,4 bilhão pelo Ibi, enquanto as instituições financeiras geridas pelo velho Estado, o Banco do Brasil e a Caixa Econômica Federal, assumiram o controle do Banco Votorantim e do Banco Panamericano, respectivamente. Já nos primeiros dias deste ano a Petrobras e o grupo Odebrecht anunciaram a compra, através de sua controlada Braskem, dos ativos da Quattor Petroquímica, empresa até agora controlada pela família Geyer.

Edição impressa

Endereços

Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Rua Gal. Almério de Moura 302/4º andar
São Cristóvão - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: (21) 2256-6303
E-mail: [email protected]

Comitê de apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro
Reuniões semanais de apoiadores
toda segunda-feira, às 18:45

Seja um apoiador você também!

Expediente

Diretor Geral 
Fausto Arruda

Editor-chefe 
Matheus Magioli Cossa

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas (In memoriam)
Fausto Arruda
José Maria Galhasi de Oliveira
José Ramos Tinhorão 
José Ricardo Prieto
Henrique Júdice
Hugo RC Souza
Matheus Magioli Cossa
Montezuma Cruz
Paulo Amaral 
Rosana Bond

Redação 
Matheus Magioli Cossa
Ana Lúcia Nunes
Matheus Magioli
Rodrigo Duarte Baptista
Vinícios Oliveira