Balanço final da Campanha de finanças

A- A A+

Concluída a primeira campanha de finanças e apoio a AND, antes de mais nada precisamos repassar nossas metas e desafios estipulados em outubro de 2009. Qual era a nossa meta? Arrecadar R$ 20.000,00 em doações, novas assinaturas e outras atividades planejadas pelos comitês de apoio nas diversas regiões do país.

Após 4 meses, concluímos nossa campanha, arrecadando R$ 11.708,00, ou seja, mais da metade da nossa meta.

No período da campanha os comitês tiveram a oportunidade de aprofundar a sua ligação com as massas e fortalecer sua organização. Assim foi em Belo Horizonte, após meses enfrentando dificuldades, o comitê de apoio retomou contatos, iniciou a reorganização de grupos de cotistas que fazem a venda direta do jornal e colaborou com a redação de artigos. Em São Paulo, o comitê realizou as primeiras investidas para novas assinaturas e de lá partiu um depósito anônimo de R$ 1.000,00 na conta do jornal. No Espírito Santo, pessoas que andavam descrentes com a situação de crise e com a ação desagregadora e apodrecida do oportunismo reencontraram esperança em lutar. Os comitês do Triângulo Mineiro e Jaru — RO, dirigidos por companheiros camponeses, apesar de não apresentarem grandes cifras nos apresentaram os dados preciosíssimos para a campanha: a chegada de AND às mãos de dezenas de camponeses pobres, que o tem estudado em suas reuniões e contribuído com suas parcas economias comprando o jornal. Outros comitês, como o de Recife, apesar de não cumprir as metas estabelecidas, manteve contato com a redação e demonstrou preocupação não somente com a campanha regional, mas no trabalho do jornal como um todo. O mesmo podemos dizer dos companheiros do Paraná, Acre, Brasília, Goiânia, entre outros.

Sempre em nossos balanços buscamos ressaltar os aspectos positivos, mas nunca podemos ocultar os negativos. O resultado da primeira campanha de finanças foi o cumprimento parcial das metas.

A lição que buscamos extrair dessa iniciativa pioneira em nosso trabalho é que em primeiro lugar AND deve buscar se ligar mais profundamente às massas, e em segundo lugar, a direção do jornal, além da preocupação principal com a sua confecção e as demais tarefas da redação deve prestar atenção redobrada no contato e mobilização permanente dos comitês, pois deles partirão a maioria das iniciativas de uma campanha dessa magnitude.

Todo o trabalho lançado com a campanha de finanças foi de grande importância para o equilíbrio das contas do jornal e para darmos início a novos planos de crescimento e melhoria de nossa infra-estrutura. Certamente, com as lições dessa primeira campanha de finanças e apoio à AND poderemos traçar novas e mais ousadas metas para o futuro.

Edição impressa

Endereços

Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Rua Gal. Almério de Moura 302/4º andar
São Cristóvão - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: (21) 2256-6303
E-mail: [email protected]

Comitê de apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro
Reuniões semanais de apoiadores
toda segunda-feira, às 18:45

Seja um apoiador você também!

Expediente

Diretor Geral 
Fausto Arruda

Editor-chefe 
Matheus Magioli Cossa

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas (In memoriam)
Fausto Arruda
José Maria Galhasi de Oliveira
José Ramos Tinhorão 
José Ricardo Prieto
Henrique Júdice
Hugo RC Souza
Matheus Magioli Cossa
Montezuma Cruz
Paulo Amaral 
Rosana Bond

Redação 
Matheus Magioli Cossa
Ana Lúcia Nunes
Matheus Magioli
Rodrigo Duarte Baptista
Vinícios Oliveira