93 anos da Revolução de Outubro: Quando se edificou o primeiro Estado socialista

71/14-a.jpg
Stalin e Lenin durante o VIII Congresso do Partido Comunista da Russia em 1919

"Aos cidadãos da Rússia!

O Governo Provisório foi deposto. O poder do Estado passou para as mãos do Comitê Militar Revolucionário, que é um órgão do Soviete de deputados operários e soldados de Petrogrado e se encontra à frente do proletariado e da guarnição de Petrogrado.

Os objetivos pelos quais o povo lutou – a proposta imediata de uma paz democrática, a supressão da propriedade da terra dos latifundiários, o controle operário sobre a produção e a criação de um Governo Soviético - estão assegurados.

Viva a revolução dos operários, soldados e camponeses!

O Comitê Militar Revolucionário do Soviete de deputados operários e soldados de Petrogrado
25 de Outubro (7 de Novembro) de 1917, 10 da manhã."

Com essas palavras, Vladimir Ilich Lenin, chefe do proletariado russo, declarou vitoriosa a revolução, inaugurando uma época extraordinária de transformações não somente da história da Rússia, mas de todo o mundo.

"Sob o influxo direto e imediato da Revolução de Outubro, teve lugar uma série de revoluções e ações revolucionárias dos trabalhadores em vários países capitalistas: a revolução de 1918 e a criação de sovietes, na Alemanha; a revolução proletária de 1919 na Hungria; a ocupação de fábricas e usinas pelos operários, no norte da Itália, em 1920, e outras.

As salvas da Revolução de outubro trouxeram até a China o marxismo-leninismo. Ela ajudou os elementos progressistas do mundo inteiro e aos da China, também, a aplicar a doutrina proletária, para determinar o destino do próprio país e para rever seus problemas particulares. A conclusão que se chegou foi de que deveríamos avançar pelo caminho apontado pelos russos"1.

"Entre as características fundamentais dessa revolução. Sobre a qual Lenin escrevia que possui 'valor e significação não só local, não somente russo, mas, também, internacional', cabe destacar a direção das massas trabalhadoras por parte da classe operária, dirigida pelo partido marxista-leninista; a conquista pela classe operária do poder político; o estabelecimento da ditadura do proletariado numa ou noutra forma; a aliança da classe operária com as massas fundamentais do campesinato e com todas as outras camadas de trabalhadores; a liquidação da opressão nacional e o estabelecimento da igualdade de direitos e de amizade fraternal entre todos os povos da União das Repúblicas Socialistas Soviéticas; a liquidação da propriedade capitalista e a instauração da propriedade socialista, social, dos meios de produção fundamentais; a defesa decisiva das conquistas da revolução social, contra as tentativas dos inimigos de classe internos e externos; a solidariedade dos operários de todos os países na luta pelo triunfo das ideias do socialismo e do comunismo – o internacionalismo proletário.

A Revolução de Outubro abriu e traçou o caminho real para o socialismo, para toda a humanidade. Exerceu e continua exercendo influência decisiva sobre a totalidade da marcha da história mundial."2

___________________
1 Mao Tsetung, Sobre a Ditadura Democrática Popular

2 Trechos de História dos tempos atuais – A significação da Revolução de Outubro – G V Revunenkov, Editorial Vitória, 1961.

NÃO SAIA AINDA… O jornal A Nova Democracia, nos seus mais de 18 anos de existência, manteve sua independência inalterada, denunciando e desmascarando o governo reacionário de FHC, oportunista do PT e agora, mais do que nunca, fazendo-o em meio à instauração do governo militar de fato surgido do golpe militar em curso, que através de uma análise científica prevíamos desde 2017.

Em todo esse tempo lutamos e trouxemos às claras as entranhas e maquinações do velho Estado brasileiro e das suas classes dominantes lacaias do imperialismo, em particular a atuação vil do latifúndio em nosso país.

Nunca recebemos um centavo de bancos ou partidos eleitoreiros. Todo nosso financiamento sempre partiu do apoio de nossos leitores, colaboradores e entusiastas da imprensa popular e democrática. Nesse contexto em que as lutas populares tendem a tomar novas proporções é mais do que nunca necessário e decisivo o seu apoio.

Se você acredita na Revolução Brasileira, apoie a imprensa que a ela serve - Clique Aqui

LEIA TAMBÉM

Edição impressa

Endereços

Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Avenida Rio Branco 257, SL 1308 
Centro - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: (21) 2256-6303
E-mail: [email protected]

Comitê de apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro
Reuniões semanais de apoiadores
toda segunda-feira, às 18:45

Seja um apoiador você também:
https://www.catarse.me/apoieoand

Expediente

Diretor Geral 
Fausto Arruda (licenciado)
Victor Costa Bellizia (provisório)

Editor-chefe 
Victor Costa Bellizia

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas (In memoriam)
Fausto Arruda
José Maria Galhasi de Oliveira
José Ramos Tinhorão 
Henrique Júdice
Matheus Magioli Cossa
Paulo Amaral 
Rosana Bond

Redação
Ana Lúcia Nunes
João Alves
Paula Montenegro
Taís Souza
Rodrigo Duarte Baptista
Victor Benjamin

Ilustração
Paula Montenegro