Destruição da cultura do Iraque pelo imperialismo

A- A A+
72/19d.jpg
Monumento arquiterônico do Iraque é desrespeitado por militares ianques

Para aqueles que são informados unicamente pela imprensa do imperialismo, a notícia da retirada de parte do exército genocida do USA do território iraquiano soará apenas como mais uma notícia. Mas para quem busca a verdade nos fatos,  é um momento oportuno para lembrar da destruição total — material e cultural — de um dos mais importantes patrimônios históricos e arqueológicos da humanidade: o Iraque. Um país do Oriente Médio, berço de uma cultura milenar, que cometeu o "pecado" de possuir também no seu subsolo o ouro negro do petróleo, alvo da cobiça capitalista e de não se render à agressão imperialista.

As agressões militares dos ianques em todo o mundo se processam sob os mais variados disfarces, principalmente o combate a um suposto "terrorismo" , mas na verdade com o propósito único de assaltar os países que possuem valiosas jazidas de petróleo e outros minerais, matérias-primas, biodiversidade e força de trabalho.

LEIA TAMBÉM

Edição impressa

Endereços

Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Avenida Rio Branco 257, SL 1308 
Centro - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: (21) 2256-6303
E-mail: [email protected]

Comitê de apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro
Reuniões semanais de apoiadores
toda segunda-feira, às 18:45

Seja um apoiador você também:
https://www.catarse.me/apoieoand

Expediente

Diretor Geral 
Fausto Arruda

Editor-chefe 
Fausto Arruda

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas (In memoriam)
Fausto Arruda
José Maria Galhasi de Oliveira
José Ramos Tinhorão 
Henrique Júdice
Hugo RC Souza
Matheus Magioli Cossa
Montezuma Cruz
Paulo Amaral 
Rosana Bond

Redação 
Ana Lúcia Nunes
Rodrigo Duarte Baptista
Vinícios Oliveira

Ilustração
Taís Souza