Capitalismo agoniza na Europa

A- A A+

A crise prolongada de superprodução se agudiza e vai deixando as potências europeias cada vez mais contra a parede, aprofundando suas contradições e cada vez mais suscitando divergências entre os poderosos do mundo no que tange às dispendiosas medidas paliativas exigidas  pelos monopólios a fim de garantir sua sobrevida.

72/16c.jpgOs efeitos da crise geral vão-se espalhando feito rastilho de pólvora entre os paióis das economias capitalistas agonizantes, ora colocando não mais apenas bancos e seguradoras à beira da falência, mas também seus próprios sistemas monetários e de câmbio, caros instrumentos de dominação, em risco iminente de bancarrota.

No último dia 13 de novembro, o ministro das Relações Exteriores de Portugal, Luís Amado, disse que o fracasso das elites político-partidárias do país em se entenderem colocou a gerência local na "situação extrema" de vislumbrar a possibilidade de abandonar o euro, por causa da "perda de confiança dos investidores".

Edição impressa

Endereços

Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Rua Gal. Almério de Moura 302/4º andar
São Cristóvão - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: (21) 2256-6303
E-mail: anovademocracia@gmail.com

Comitê de apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro
Reuniões semanais de apoiadores
toda segunda-feira, às 18:45

Seja um apoiador você também!

Expediente

Diretor Geral 
Fausto Arruda

Editor-chefe 
Mário Lúcio de Paula
Jornalista Profissional
14332/MG

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas (In memoriam)
Fausto Arruda
José Maria Oliveira
José Ramos Tinhorão 
José Ricardo Prieto
Henrique Júdice
Hugo RC Souza
Mário Lúcio de Paula
Matheus Magioli
Montezuma Cruz
Paulo Amaral 
Rosana Bond

Redação 
Ellan Lustosa
Mário Lúcio de Paula
Patrick Granja