Campanha de assinaturas de apoio do A Nova Democracia

Conteúdo exclusivo para assinantes do jornal A Nova Democracia

Após o anúncio da campanha, a direção do jornal tem acompanhado a organização e mobilização dos comitês de apoio em todo o país. Também tomamos uma série de iniciativas, como a limitação do acesso de parte do conteúdo de nossa página na internet, correspondência com os apoiadores e reuniões.

Os comitês de apoio já tem em mãos a listagem das assinaturas vencidas e organizam o trabalho para a renovação e conquista de novas assinaturas.

Recebemos críticas e sugestões para desenvolvermos novas iniciativas e ajustarmos o nosso trabalho.

O professor Carlos, de Rondônia, nos enviou por correio eletrônico a seguinte crítica:

Acompanho o AND a muito tempo, utilizo suas matérias em aulas e grupos de leitura. E nessa edição (71) fiquei muito surpreso e triste ao perceber que a maioria dos artigos dessa nova edição teve seu acesso restringido. Aqui onde moro (Rondônia) o jornal impresso só chega meses depois de lançado e por isso só o leio pela internet. É claro que com isso buscam estimular as assinaturas e aumentar a receita, mas acho que deveriam ser buscadas outras formas de aumentar a arrecadação de recursos sem restringir conteúdo tão importante. E acho também que tal mudança deveria ser feita depois que se tivesse resolvido o problema de fazer o jornal chegar mais rápido (pelo menos por aqui, quando uma edição é lançada na internet, estamos recebendo nas bancas o número anterior) e que isso fosse avisado com pelo menos algumas edições de antecedência. Fica aí a crítica.

Esta crítica nos levou a buscar novas soluções para o problema de distribuição do jornal. Os comitês de apoio já têm metas e prazos para estudarem novas formas de receberem o jornal e fazê-lo chegar mais rápido aos leitores. Os comitês de apoio também se preparam para fazer a entrega direta das assinaturas, o que contribuirá bastante para a rapidez da entrega e o contato de AND com seus apoiadores.

O apoiador Agnélio Torres postou no blog da redação:

Gostaria de manifestar meu apoio ao jornal.
Vi que houve uma mudança no site e novamente vocês estão fazendo a campanha de apoio. Alguns amigos reclamaram que agora precisa de assinatura e senha para ler o jornal na internet. Mas eles não pensam (ou não sabem mesmo, não é culpa deles) em como deve ser difícil manter um jornal atuante. O jornal precisa que comprem, assinem, apoiem de todo jeito.
Eu queria dizer que entendo (ou imagino) o gasto que vocês tem com viagens, com aluguel, com gráfica, com pessoal, e tudo isso precisa de muito apoio. Eu sei que vocês não são o jornal mais vendido do país, mas são o melhor, disso não tenho dúvida. Não tenho como apoiar com dinheiro, não tenho posses, mas tenho um carinho e um respeito muito grande por vocês.
Pode ser que algumas pessoas reclamem, mas eles entenderão a decisão de vocês.
Vou pedir ao meu filho para fazer esse pagamento de 20 reais para ler na internet e também vou continuar comprando o jornal. Aqui em São Paulo, sempre compro na banca.
Um abraço e desejo de longa vida ao jornal A Nova Democracia.

Essa mensagem do Agnélio foi uma animadora resposta à iniciativa da direção de AND de criar um plano de assinaturas exclusivo para a internet. O leitor que fizer essa assinatura, pagará R$ 20,00 e terá acesso durante um ano a todo o conteúdo de AND disponível em www.anovademocracia.com.br.

Em novembro, a direção de AND se correspondeu com todos os comitês de apoio. Corrigimos falhas, fizemos ajustes.

Em breve os leitores de Montes Claros, no Norte de Minas Gerais poderão novamente adquirir o jornal em sua cidade por meio do comitê de apoio. Soubemos que os camponeses de Manga, também no Norte de Minas, assim como os do interior de Alagoas e de Pernambuco tem recebido o jornal regularmente. O sr. Orlando, da Bahia, que não faz parte de um comitê de apoio mas é um assíduo leitor e apoiador, assim como o Lauro da Paraíba, também tem recebido os jornais e os divulgado, expandindo a rede de leitores de AND nos estados do Nordeste. No Paraná, AND é lido em Foz do Iguaçu, Cascavel, Sapopema e na capital Curitiba graças ao empenho dos comitês de apoio. Em Rondônia, o jornal é lido no campo e cidade, e o comitê de Porto Velho tem se correspondido e trocado opiniões sobre como melhorar sua organização. Em Brasília, surgiu o mais novo comitê de apoio, que iniciará os trabalhos a partir da edição 72. Além dessas frentes de trabalho, os demais comitês prosseguem se organizando e alguns já divulgaram as suas metas para a campanha de finanças que vai até o dia 31 de dezembro.

Correspondências dos comitês

Belo Horizonte – MG

Depois de debatermos, fizemos o levantamento da seguinte meta para a Campanha de Assinaturas de BH e região: 33 assinaturas. Esse trabalho será realizado entre estudantes, professores, operários, organizações sindicais, renovação de assinaturas, etc.

Saudações!

São Paulo – SP

Companheiros,

Estipulamos como meta , 20 assinaturas para a campanha de finanças, em breve faremos uma nova reunião para discutir o método de trabalho e detalhar essa meta.

Saudações!

Pernambuco

Nós do comitê de apoio do campo em Pernambuco passando por modificações, tentando dar maior atenção ao trabalho com o jornal. Não temos dado a devida atenção e reconhecemos que podemos fazer muito mais, e vamos lutar para isso.

A nossa meta geral é de 10 assinaturas de R$ 200,00.

Nós do campo vamos fazer no mínimo 3!

Nós do campo vamos fazer um esforço grande para elevarmos o trabalho do jornal.

Um forte abraço!

Brasília – DF

Tivemos uma importante reunião. Lemos e debatemos todas as orientações da direção do jornal para a organização do comitê de apoio e da campanha de finanças. Discutimos nosso cronograma de trabalho e adotaremos a proposta de estabelecer tarefas e metas para cada semana do mês.

Segue um breve resumo do que definimos:

  1. Recolher indicação de nomes para novas assinaturas;
  2. Brigadas de agitação e propaganda na rodoviária do plano piloto e Praça da torre de TV;
  3. Distribuição da edição nº 72 logo que nos seja entregue;
  4. Reunir endereço das bancas onde será vendido o jornal para que conste na página de AND na internet;
  5. Reunião para balanço do trabalho em Novembro/Dezembro e confecção do relatório até o dia 15/12.

A direção de AND chama todos os comitês de apoio, apoiadores, colaboradores e cada leitor do jornal para se somarem à nossa campanha para atingirmos cem novas assinaturas de apoio até o dia 31 de dezembro!

Nos colocamos à inteira disposição para debater e auxiliar nesse trabalho.

Saudações a todos e bom trabalho!

NÃO SAIA AINDA… O jornal A Nova Democracia, nos seus mais de 18 anos de existência, manteve sua independência inalterada, denunciando e desmascarando o governo reacionário de FHC, oportunista do PT e agora, mais do que nunca, fazendo-o em meio à instauração do governo militar de fato surgido do golpe militar em curso, que através de uma análise científica prevíamos desde 2017.

Em todo esse tempo lutamos e trouxemos às claras as entranhas e maquinações do velho Estado brasileiro e das suas classes dominantes lacaias do imperialismo, em particular a atuação vil do latifúndio em nosso país.

Nunca recebemos um centavo de bancos ou partidos eleitoreiros. Todo nosso financiamento sempre partiu do apoio de nossos leitores, colaboradores e entusiastas da imprensa popular e democrática. Nesse contexto em que as lutas populares tendem a tomar novas proporções é mais do que nunca necessário e decisivo o seu apoio.

Se você acredita na Revolução Brasileira, apoie a imprensa que a ela serve - Clique Aqui

Edição impressa

Endereços

Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Avenida Rio Branco 257, SL 1308 
Centro - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: (21) 2256-6303
E-mail: [email protected]

Comitê de Apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro
Reuniões semanais de apoiadores
todo sábado, às 9h30

Seja um apoiador você também:
https://www.catarse.me/apoieoand

Expediente

Diretor Geral 
Fausto Arruda (licenciado)
Victor Costa Bellizia (provisório)

Editor-chefe 
Victor Costa Bellizia

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas (In memoriam)
Fausto Arruda
José Maria Galhasi de Oliveira
José Ramos Tinhorão 
Henrique Júdice
Matheus Magioli Cossa
Paulo Amaral 
Rosana Bond

Redação
Ana Lúcia Nunes
João Alves
Paula Montenegro
Taís Souza
Rodrigo Duarte Baptista
Victor Benjamin

Ilustração
Paula Montenegro