Desnacionalização e defesa nacional

Intervenções estrangeiras: o Brasil sofreu ameaça de invasão durante a 2ª Guerra Mundial. Se não tivessem sido concedidas bases às Forças Armadas dos EUA, estas teriam ocupado áreas, como Natal e outras, usadas para reabastecer os aviões dos EUA com destino à África.

77/04a.jpg

2Em 1945 e em 1954, embora moderado e conciliador, o presidente Vargas foi derrubado, por defender interesses nacionais. Os EUA usaram a influência que conquistaram junto aos oficiais da FEB sob seu comando na Itália, doutrinaram-nos ideologicamente, além de explorar o deslumbramento deles com os avanços tecnológicos e o poderio bélico estadunidense.  

3Em ambas feitas, os serviços secretos anglo-americanos organizaram conspirações com intensas campanhas nos bastidores e de mídia. Em 1945, o pretexto foi que Getúlio Vargas era ditador e queria continuar, não obstante ter ele decretado a realização de eleições, nas quais não concorreu à presidência.

4Em 1954, montaram operação para implicar a guarda do presidente no assassinato do Major da Aeronáutica, Rubem Vaz, que prestava segurança a Carlos Lacerda, ferrenho opositor de Vargas. O complô foi armado para matar o Major, como ocorreu, simulando, porém, que o alvo era Lacerda.

NÃO SAIA AINDA… O jornal A Nova Democracia, nos seus mais de 18 anos de existência, manteve sua independência inalterada, denunciando e desmascarando o governo reacionário de FHC, oportunista do PT e agora, mais do que nunca, fazendo-o em meio à instauração do governo militar de fato surgido do golpe militar em curso, que através de uma análise científica prevíamos desde 2017.

Em todo esse tempo lutamos e trouxemos às claras as entranhas e maquinações do velho Estado brasileiro e das suas classes dominantes lacaias do imperialismo, em particular a atuação vil do latifúndio em nosso país.

Nunca recebemos um centavo de bancos ou partidos eleitoreiros. Todo nosso financiamento sempre partiu do apoio de nossos leitores, colaboradores e entusiastas da imprensa popular e democrática. Nesse contexto em que as lutas populares tendem a tomar novas proporções é mais do que nunca necessário e decisivo o seu apoio.

Se você acredita na Revolução Brasileira, apoie a imprensa que a ela serve - Clique Aqui

Edição impressa

Endereços

Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Avenida Rio Branco 257, SL 1308 
Centro - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: (21) 2256-6303
E-mail: [email protected]

Comitê de apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro
Reuniões semanais de apoiadores
toda segunda-feira, às 18:45

Seja um apoiador você também:
https://www.catarse.me/apoieoand

Expediente

Diretor Geral 
Fausto Arruda (licenciado)
Victor Costa Bellizia (provisório)

Editor-chefe 
Victor Costa Bellizia

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas (In memoriam)
Fausto Arruda
José Maria Galhasi de Oliveira
José Ramos Tinhorão 
Henrique Júdice
Matheus Magioli Cossa
Paulo Amaral 
Rosana Bond

Redação
Ana Lúcia Nunes
João Alves
Paula Montenegro
Taís Souza
Rodrigo Duarte Baptista
Victor Benjamin

Ilustração
Paula Montenegro