Após greve, bombeiros presos são libertados

A- A A+
http://www.anovademocracia.com.br/78/07-b.jpg
2 mil bombeiros protestam no Centro do Rio

Bombeiros do Rio de Janeiro, a maioria deles guarda-vidas, fizeram uma manifestação na frente da Assembleia Legislativa no dia 16 de maio para forçar o gerenciamento estadual a negociar com a categoria. Eles reivindicam o aumento do piso atual de 950 reais, considerado o pior do Brasil, para 2 mil reais. Depois de um mês de greve, no qual o movimento foi criminalizado pelo monopólio dos meios de comunicação e pelo gerenciamento estadual de Sérgio Cabral — inclusive com prisões e transferências de lideranças — os seguidos protestos obrigaram a uma negociação.

Com o crescimento da adesão de quartéis de fogo ao movimento e a paralisação de 70% dos salva-vidas, o gerenciamento estadual achou que intimidaria os grevistas quando, no dia 13 de maio, decretou a prisão de cinco lideranças: Luiz Sérgio Lima, Alexandre Machado Marchesini, Valdelei Duarte, Benevenuto Daciolo e Lauro César Botto.

LEIA TAMBÉM

Edição impressa

Endereços

Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Avenida Rio Branco 257, SL 1308 
Centro - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: (21) 2256-6303
E-mail: [email protected]

Comitê de apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro
Reuniões semanais de apoiadores
toda segunda-feira, às 18:45

Seja um apoiador você também:
https://www.catarse.me/apoieoand

Expediente

Diretor Geral 
Fausto Arruda

Editor-chefe 
Fausto Arruda

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas (In memoriam)
Fausto Arruda
José Maria Galhasi de Oliveira
José Ramos Tinhorão 
Henrique Júdice
Hugo RC Souza
Matheus Magioli Cossa
Montezuma Cruz
Paulo Amaral 
Rosana Bond

Redação 
Ana Lúcia Nunes
Rodrigo Duarte Baptista
Vinícios Oliveira

Ilustração
Taís Souza