Europa: crise se alastra e luta de classes se acirra

A- A A+

É do conhecimento de todos: o rastilho de pólvora da crise geral do capitalismo deu a volta ao mundo e voltou a estourar na Europa há cerca de um ano na forma de "crise da dívida" – depois da "crise de crédito" –, com o anúncio de que a Grécia não conseguiria pagar aos grandes bancos do continente suas dívidas monstruosas, tornadas monstruosas em função de juros exorbitantes. "Crise da dívida": a absoluta incapacidade de os Estados nacionais pagarem os juros das suas dívidas públicas, o que os tecnocratas costumam chamar de "insolvência".

http://www.anovademocracia.com.br/80/16.jpg
Londres, manifestantes marcham no Hyde Park contra os cortes no setor público

Pois a "crise da dívida" europeia – manifestação da crise geral dos monopólios – se alastrou, e não apenas para os países mais periféricos da Europa, como Portugal e Espanha, considerados por alguns verdadeiras semicolônias sob a espoliação direta e feroz das potências Grã-Bretanha, Alemanha e França, mas também para nações como a Itália, que integra o G8, grupo dos países ditos mais ricos do mundo.

Edição impressa

Endereços

Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Rua Gal. Almério de Moura 302/4º andar
São Cristóvão - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: (21) 2256-6303
E-mail: anovademocracia@gmail.com

Comitê de apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro
Reuniões semanais de apoiadores
toda segunda-feira, às 18:45

Seja um apoiador você também!

Expediente

Diretor Geral 
Fausto Arruda

Editor-chefe 
Mário Lúcio de Paula
Jornalista Profissional
14332/MG

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas
Fausto Arruda
José Maria Oliveira
José Ramos Tinhorão 
José Ricardo Prieto
Henrique Júdice
Hugo RC Souza
Mário Lúcio de Paula
Matheus Magioli
Montezuma Cruz
Paulo Amaral 
Rosana Bond
Sebastião Rodrigues
Vera Malaguti Batista

Redação 
Ellan Lustosa
Mário Lúcio de Paula
Patrick Granja