Os limites da retórica pseudo-revolucionária

A- A A+
http://www.anovademocracia.com.br/82/17-a.jpg
Polícia agride indígenas do TIPNIS durante marcha realizada em setembro

Evo Morales e todo seu entorno político vivem o pior momento em mais de cinco anos de mandato. A mobilização espontânea de operários, indígenas, estudantes e movimentos de bairro de vários rincões da Bolívia lhe fez sentir o gosto da derrota política, nada mais nada menos que utilizando os mesmos argumentos com os quais Evo vinha discursando desde janeiro de 2006, quando assumiu a gerência do velho Estado boliviano.

Analisamos criticamente os discursos de Evo Morales há muito tempo. Basta ler os artigos de AND para ver que a constante neste governo foi apresentar o capitalismo de Estado atado às transnacionais, sob a figura de joint venture e recorrentemente lhe atribuir o título de processo revolucionário.

LEIA TAMBÉM

Edição impressa

Endereços

Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Avenida Rio Branco 257, SL 1308 
Centro - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: (21) 2256-6303
E-mail: [email protected]

Comitê de apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro
Reuniões semanais de apoiadores
toda segunda-feira, às 18:45

Seja um apoiador você também:
https://www.catarse.me/apoieoand

Expediente

Diretor Geral 
Fausto Arruda

Editor-chefe 
Fausto Arruda

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas (In memoriam)
Fausto Arruda
José Maria Galhasi de Oliveira
José Ramos Tinhorão 
Henrique Júdice
Hugo RC Souza
Matheus Magioli Cossa
Montezuma Cruz
Paulo Amaral 
Rosana Bond

Redação 
Ana Lúcia Nunes
Rodrigo Duarte Baptista
Vinícios Oliveira

Ilustração
Taís Souza