Ode aos que não se rendem

A- A A+
Pin It
dedico esses cantos aos tantos que, nas curvas desse mundo, não se curvam"
R. Ventura

Conteúdo exclusivo para assinantes do jornal A Nova Democracia

Muro

muro
no alto e suntuoso muro
protetor dos bem nascidos
defensor da divina posse
escreveram em legível blasfêmia
ABAIXO!

Anunciamos o lançamento de Cartas de Alforria, primeiro livro do educador e poeta mineiro R. Ventura. Cartas de Alforria reúne poesias, "filhas legítimas da luta de classes", frutos da experiência e luta do autor, dirigidas aos que, como ele, "insistem em desobedecer".

Em uma breve entrevista concedida a AND, R. Ventura fala um pouco sobre seu trabalho e luta:

 Sempre fui muito ligado à literatura e, em particular, à poesia. Essa ligação, inclusive, foi determinante na escolha de minha carreira acadêmica: formei-me em Letras! Lembro-me do meu pai colocando livros de poesia na prateleira (ele gostava muito de J. G. de Araújo Jorge), isso no interior mineiro onde nasci (Ponte Nova).

A vida foi seguindo seu curso e eis que em 1998 vim para Belo Horizonte, inicialmente cursar História na UFMG. Foi nesse período que iniciei minha participação no movimento estudantil e na construção de escolas populares.

Percebi que a palavra escrita, fosse por meio de um panfleto, de uma pichação ou de um poema tinha uma força grande, cumprindo um papel importante de instigar, provocar, propagandear, anunciar. Foi concebendo a poesia dessa forma, não como algo fechado em si mesmo, mas como mais uma arma passível de uso na luta de classes, que comecei a escrever.

Tive oportunidade de conhecer algumas partes do Brasil e por onde andei encarei a realidade com olhos de revolta. Tornei-me militante, fiz minha opção ao lado dos trabalhadores, dos pobres. E a poesia acompanhou-me, engajou-se, tomou partido.

O livro Cartas de Alforria é uma pequena coletânea de poemas escritos entre 2005 e 2010. Inicialmente resisti um pouco em publicá-los, mas eis que fui convencido da importância de um material com esse caráter.

Num tempo como o nosso, onde se ouve que já não vale mais a pena lutar, que tudo deve ser relativizado, que a arte deve estar 'acima' da luta de classes e que sua única função é entreter..., espero poder provar o contrário: o tempo é de lutar, o tempo é de tomar posição, a arte não é neutra.

Quando se escreve algo, aquela coisa é sua. Quando se publica algo a propriedade daquilo passa a ser dos leitores. Espero que quem leia um, dois ou todos os poemas do livro possa se identificar com a mensagem e possa sentir que não está sozinho na luta, enxergar que a arte é também uma importante trincheira de combate por um mundo novo.

Este livro é um canto, um grito, uma ação, e não seria possível realizá-lo sem o incentivo e apoio de inúmeros companheiros. Gostaria de registrar meu sincero agradecimento, primeiramente aos companheiros da Escola Popular Orocílio Martins Gonçalves, em Belo Horizonte, onde sou professor com muita honra. Em segundo lugar aos companheiros Cleuber Cristiano e Paulo Prudêncio, por suas contribuições com as ilustrações e projeto gráfico.

Desejo ardentemente que os leitores dessas Cartas de alforria encontrem nelas inspiração e que se apropriem de meus versos fazendo deles elemento vivo na luta pela emancipação de nosso povo.

Cartas de alforria pode ser adquirido através das seguintes páginas na internet: www.estantevirtual.com.br/richardson e www.escolapopular.com.br

Edição impressa

Endereços

Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Rua Gal. Almério de Moura 302/4º andar
São Cristóvão - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: (21) 2256-6303
E-mail: anovademocracia@gmail.com

Comitê de apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro
Reuniões semanais de apoiadores
toda segunda-feira, às 18:45

Seja um apoiador você também!

Expediente

Diretor Geral 
Fausto Arruda

Editor-chefe 
Mário Lúcio de Paula
Jornalista Profissional
14332/MG

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas
Fausto Arruda
José Maria Oliveira
José Ramos Tinhorão 
José Ricardo Prieto
Henrique Júdice
Hugo RC Souza
Mário Lúcio de Paula
Matheus Magioli
Montezuma Cruz
Paulo Amaral 
Rosana Bond
Sebastião Rodrigues
Vera Malaguti Batista

Redação 
Ellan Lustosa
Mário Lúcio de Paula
Patrick Granja