Estudantes da USP exigem saída de reitor e da PM

A- A A+

Na noite de 27 de outubro, estudantes da USP entraram em confronto com policiais militares dentro do campus da universidade.

O protesto teve início quando a PM prendeu três estudantes, acusando-os de consumo de drogas.

Indignados com a presença da PM no campus e com a prisão dos jovens, os manifestantes reagiram. A polícia tem feito abordagens constantes nos alunos e, há meses, há protestos de estudantes contra o convênio firmado entre a reitoria e a PM na USP.

Segundo a reitoria, o acordo foi feito após a morte do estudante Felipe Ramos de Paiva durante tentativa de assalto em maio deste ano, mas os manifestantes denunciam que a presença da polícia tem um conteúdo estritamente político e repressivo, devido às intensas lutas estudantis que vêm sendo travadas nos últimos anos na USP contra o autoritarismo do reitor José Grandino Rodas.

Diante dos protestos estudantis, os policiais atiraram spray de pimenta, agrediram os alunos com cassetetes e bombas de efeito moral. Os estudantes responderam a repressão com pedras e ergueram barricadas com objetos de madeira na entrada do prédio da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas – FFLCH.

Na mesma noite um grupo de alunos ocupou a sala da administração da FFLCH em protesto contra a presença da PM no campus.

O monopólio da comunicação, ao abordar a manifestação dos estudantes, tenta criminalizá-la utilizando o consumo de drogas como tema principal para justificar a presença policial e a truculenta repressão, mas o fato é que há muito uma grande parcela dos estudantes da USP, que inclusive já realizou ocupações de reitoria, exige a retirada da polícia da universidade. A prisão dos três estudantes foi só o estopim da revolta.

Os manifestantes continuam ocupando o prédio do FFLCH e afirmam que só sairão do local após a revogação do convênio da universidade com a PM.


LEIA TAMBÉM

Edição impressa

Endereços

Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Rua Gal. Almério de Moura 302/4º andar
São Cristóvão - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: (21) 2256-6303
E-mail: anovademocracia@gmail.com

Comitê de apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro
Reuniões semanais de apoiadores
toda segunda-feira, às 18:45

Seja um apoiador você também!

Expediente

Diretor Geral 
Fausto Arruda

Editor-chefe 
Mário Lúcio de Paula
Jornalista Profissional
14332/MG

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas (In memoriam)
Fausto Arruda
José Maria Oliveira
José Ramos Tinhorão 
José Ricardo Prieto
Henrique Júdice
Hugo RC Souza
Mário Lúcio de Paula
Matheus Magioli
Montezuma Cruz
Paulo Amaral 
Rosana Bond

Redação 
Ellan Lustosa
Mário Lúcio de Paula
Patrick Granja