Grécia começa o ano em luta contra arrocho do FMI

A- A A+

A primeira greve de 2012 do povo grego em luta contra a dilapidação dos seus direitos e contra o corte dos seus empregos e salários foi a dos médicos e funcionários de empresas farmacêuticas. As duas categorias profissionais paralisaram nos dois primeiros dias úteis do ano em protesto contra a redução de salários de todo o funcionalismo público, contra as mudanças no sistema de saúde estatal e contra a previsão de corte orçamentário na área. A gerência grega pretende reduzir a despesa com a saúde pública de 10,6 bilhões de euros (referência de 2009) para sete bilhões de euros em 2012.

No dia 7 de janeiro, informações divulgadas pelo jornal To Vima deram conta de que o Fundo Helênico de Desenvolvimento de Ativos, uma agência estatal criada pela gerência grega no ano passado para gerenciar a liquidação do patrimônio público do povo, o que foi requisitado pelos interventores do país, irá criar um "título de privatização" para oferecer bens públicos como garantia para a rolagem da dívida grega.

Edição impressa

Endereços

Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Rua Gal. Almério de Moura 302/4º andar
São Cristóvão - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: (21) 2256-6303
E-mail: anovademocracia@gmail.com

Comitê de apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro
Reuniões semanais de apoiadores
toda segunda-feira, às 18:45

Seja um apoiador você também!

Expediente

Diretor Geral 
Fausto Arruda

Editor-chefe 
Mário Lúcio de Paula
Jornalista Profissional
14332/MG

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas (In memoriam)
Fausto Arruda
José Maria Oliveira
José Ramos Tinhorão 
José Ricardo Prieto
Henrique Júdice
Hugo RC Souza
Mário Lúcio de Paula
Matheus Magioli
Montezuma Cruz
Paulo Amaral 
Rosana Bond

Redação 
Ellan Lustosa
Mário Lúcio de Paula
Patrick Granja