Em vez de pleno emprego, rumamos à plena precariedade

A- A A+

Madrid, 3 de janeiro, pessoas esperam na fila pela abertura do bureau de empregos

A crise geral de superprodução relativa que assola o capitalismo global decadente segue corroendo os mercados de trabalho até mesmo nos países imperialistas, que até não muito tempo atrás gostavam de cornetear o "bem-estar" das suas massas exploradas. Hoje, números como o de um milhão de jovens desempregados na Inglaterra constrangem os arautos do "capitalismo avançado", aqueles contra-propagandistas acostumados a apregoar, impunes, que o sistema de exploração da maioria proletária pela minoria burguesa é o melhor, além de único possível, para todas as classes sociais.

Na França, são hoje cerca de 2,9 milhões de pessoas desempregadas, o que equivale a quase 10% da população ativa. É o maior número de desempregados no país em 12 anos.

LEIA TAMBÉM

Edição impressa

Endereços

Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Avenida Rio Branco 257, SL 1308 
Centro - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: (21) 2256-6303
E-mail: [email protected]

Comitê de apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro
Reuniões semanais de apoiadores
toda segunda-feira, às 18:45

Seja um apoiador você também:
https://www.catarse.me/apoieoand

Expediente

Diretor Geral 
Fausto Arruda

Editor-chefe 
Fausto Arruda

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas (In memoriam)
Fausto Arruda
José Maria Galhasi de Oliveira
José Ramos Tinhorão 
Henrique Júdice
Hugo RC Souza
Matheus Magioli Cossa
Montezuma Cruz
Paulo Amaral 
Rosana Bond

Redação 
Ana Lúcia Nunes
Rodrigo Duarte Baptista
Vinícios Oliveira

Ilustração
Taís Souza