Egito e Líbia: deterioração das condições gerais de vida

A- A A+

Egípcios combatem nas ruas após massacre em estádio de futebol

A morte de mais de 75 pessoas em um estádio de futebol no Egito no início de fevereiro acabou descortinando para o mundo uma tragédia muito maior: a deterioração das condições gerais de vida do povo egípcio na sequência dos novos acordos entre as potências imperialistas e as classes dominantes locais para minar as possíveis consequências dos protestos por uma democracia verdadeiramente popular e garantir a perpetuação da rapina dos monopólios no país.

Mais de 40% da população egípcia sobrevive com menos do que o equivalente a U$ 2 por dia. A inflação alcançou os dois dígitos. A taxa oficial de desemprego é de 12%, mas, entre os jovens, o índice real é de pelo menos o dobro.

Edição impressa

Endereços

Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Rua Gal. Almério de Moura 302/4º andar
São Cristóvão - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: (21) 2256-6303
E-mail: anovademocracia@gmail.com

Comitê de apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro
Reuniões semanais de apoiadores
toda segunda-feira, às 18:45

Seja um apoiador você também!

Expediente

Diretor Geral 
Fausto Arruda

Editor-chefe 
Mário Lúcio de Paula
Jornalista Profissional
14332/MG

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas
Fausto Arruda
José Maria Oliveira
José Ramos Tinhorão 
José Ricardo Prieto
Henrique Júdice
Hugo RC Souza
Mário Lúcio de Paula
Matheus Magioli
Montezuma Cruz
Paulo Amaral 
Rosana Bond

Redação 
Ellan Lustosa
Mário Lúcio de Paula
Patrick Granja