Segue o covarde ataque aos moradores do Pinheirinho


Dona Osorina teve o marido, de 73 anos, espancado pela polícia

Mais de um mês depois do criminoso despejo do bairro Pinheirinho, em São José dos Campos, São Paulo, ex-moradores da região seguem entregues ao abandono, a maioria ainda vivendo em abrigos, sem nenhum tipo de reparação pela destruição de suas moradias e seus pertences. Entre os inúmeros jurístas críticos da violenta ação, estão os juízes do trabalho e professores Jorge Souto Maior e Gerivaldo Neiva, da Associação Juízes Para a Democracia.

Um mês depois do despejo de 2,5 mil famílias da favela Pinheirinho, a situação dos ex-moradores não mudou. Apesar de ter recebido os cheques do auxílio-aluguel e do auxílio-mudança, no valor total de mil reais, a ex-moradora Eni Vieira Dias, de 57 anos, ainda vive provisoriamente no abrigo do Jardim Morumbi, em São José dos Campos.

A gente procura, mas não acha casa, e quando acha é R$ 1.200,00, R$ 1.300,00. É uma despesa muito grande para o dinheiro que temos. Perdemos tudo, como vamos viver? O CuryEduardo Cury, prefeito de São José dos Campose o governadorGeraldo Alckmindeveriam estar no nosso lugar. Vamos fazer o que com mil reais? Esse valor para eles é só o café da manhã que pagam. Nós não merecemos isso. Não temos vasilha, fogão, como é que vamos cozinhar?

NÃO SAIA AINDA… O jornal A Nova Democracia, nos seus mais de 18 anos de existência, manteve sua independência inalterada, denunciando e desmascarando o governo reacionário de FHC, oportunista do PT e agora, mais do que nunca, fazendo-o em meio à instauração do governo militar de fato surgido do golpe militar em curso, que através de uma análise científica prevíamos desde 2017.

Em todo esse tempo lutamos e trouxemos às claras as entranhas e maquinações do velho Estado brasileiro e das suas classes dominantes lacaias do imperialismo, em particular a atuação vil do latifúndio em nosso país.

Nunca recebemos um centavo de bancos ou partidos eleitoreiros. Todo nosso financiamento sempre partiu do apoio de nossos leitores, colaboradores e entusiastas da imprensa popular e democrática. Nesse contexto em que as lutas populares tendem a tomar novas proporções é mais do que nunca necessário e decisivo o seu apoio.

Se você acredita na Revolução Brasileira, apoie a imprensa que a ela serve - Clique Aqui

LEIA TAMBÉM

Edição impressa

Endereços

Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Avenida Rio Branco 257, SL 1308 
Centro - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: (21) 2256-6303
E-mail: [email protected]

Comitê de apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro
Reuniões semanais de apoiadores
toda segunda-feira, às 18:45

Seja um apoiador você também:
https://www.catarse.me/apoieoand

Expediente

Diretor Geral 
Fausto Arruda (licenciado)
Victor Costa Bellizia (provisório)

Editor-chefe 
Victor Costa Bellizia

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas (In memoriam)
Fausto Arruda
José Maria Galhasi de Oliveira
José Ramos Tinhorão 
Henrique Júdice
Matheus Magioli Cossa
Paulo Amaral 
Rosana Bond

Redação
Ana Lúcia Nunes
João Alves
Paula Montenegro
Taís Souza
Rodrigo Duarte Baptista
Victor Benjamin

Ilustração
Paula Montenegro