Colômbia: 50 anos de intervenção ianque

http://www.anovademocracia.com.br/91/11e.jpg
Ianque dá instrução militar a soldados colombianos

Neste ano de 2012 a intervenção do imperialismo ianque na Colômbia, com a ocupação de fato do território do país por militares do USA e a subordinação sistematizada das sucessivas gerências de Bogotá à ordens de Washington, está completando longos 50 anos. São cinco décadas de uma colonização em alto grau com graves consequências para o povo colombiano, em particular, e de alta lesividade para os povos sul-americanos em geral.

Um texto produzido pelo sindicato internacional Sinaltrainal para a conferência "Multinacionais, Violência, Liberdade Sindical e Democracia na Colômbia" se constitui em uma bela síntese da progressiva transformação da Colômbia em um verdadeiro enclave ianque no seio da América do Sul:

"A intervenção militar do USA na Colômbia constitui a maior guerra de contra-insurgência da história mundial recente. Ela começou quando o presidente John F. Kennedy criou em 1962 os "Boinas Verdes" e se intensificou no novo século com o programa militar de US$ 7 bilhões do presidente Clinton (Plano Colômbia) iniciado em 2001 e que hoje continua, com Obama, com o estabelecimento de sete novas bases militares. A guerra que o USA conduz na Colômbia já dura 50 anos. Dez presidentes estadunidenses, cinco democratas e cinco republicanos, liberais e conservadores, alternaram-se para levar adiante uma das mais brutais guerras de contra-insurgência jamais registradas na América Latina. No que tange aos assassinatos de civis, sindicalistas, ativistas de diretos humanos, de expulsão de camponeses, a oligarquia apoiada pelo USA detém a duvidosa distinção de figurar nos primeiros lugares da lista de governantes tiranos".

NÃO SAIA AINDA… O jornal A Nova Democracia, nos seus mais de 18 anos de existência, manteve sua independência inalterada, denunciando e desmascarando o governo reacionário de FHC, oportunista do PT e agora, mais do que nunca, fazendo-o em meio à instauração do governo militar de fato surgido do golpe militar em curso, que através de uma análise científica prevíamos desde 2017.

Em todo esse tempo lutamos e trouxemos às claras as entranhas e maquinações do velho Estado brasileiro e das suas classes dominantes lacaias do imperialismo, em particular a atuação vil do latifúndio em nosso país.

Nunca recebemos um centavo de bancos ou partidos eleitoreiros. Todo nosso financiamento sempre partiu do apoio de nossos leitores, colaboradores e entusiastas da imprensa popular e democrática. Nesse contexto em que as lutas populares tendem a tomar novas proporções é mais do que nunca necessário e decisivo o seu apoio.

Se você acredita na Revolução Brasileira, apoie a imprensa que a ela serve - Clique Aqui

LEIA TAMBÉM

Edição impressa

Endereços

Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Avenida Rio Branco 257, SL 1308 
Centro - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: (21) 2256-6303
E-mail: [email protected]

Comitê de Apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro

E-mail: [email protected]om
Reuniões semanais de apoiadores
todo sábado, às 9h30

Seja um apoiador você também:
https://www.catarse.me/apoieoand

Expediente

Diretor Geral 
Fausto Arruda (licenciado)
Victor Costa Bellizia (provisório)

Editor-chefe 
Victor Costa Bellizia

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas (In memoriam)
Fausto Arruda
José Maria Galhasi de Oliveira
José Ramos Tinhorão (In memoriam)
Henrique Júdice
Matheus Magioli Cossa
Paulo Amaral 
Rosana Bond

Redação
Ana Lúcia Nunes
João Alves
Taís Souza
Gabriel Artur
Giovanna Maria
Victor Benjamin

Ilustração
Victor Benjamin